quarta-feira, 23 de maio de 2012

Chapter Seven e Prévia do Proximo Capitulo => Chapter Eight


__Não acredito que está mesmo aqui__ Olívia murmurou chocada__ achei que nunca mais fosse vê-lo.
__Você não mudou nada__ Sarah disse sorrindo.
Elas pareciam contentes em vê-lo, o abraçaram, conversaram um pouco como velhos amigos que há muito não se viam, mas Joseph estava claramente incomodado com a cena, ficou o tempo todo em silencio escorado perto da lareira fitando com desconfiança o novo convidado da casa. A semelhança dele com Demi era absurda, chegava a dar arrepios.
__Pode perguntar o que quiser Joseph__ Michael disse tranquilo, notando os olhares de Joseph__ não sou inimigo, não precisa me olhar desse jeito, se quiser saber alguma coisa é só falar.
__Eu posso sentir sua energia__ Joseph sussurrou.
__Oh é isso que está te incomodando?__ ergueu a sobrancelha__ sim, eu tenho magia negra em mim, mas lhe garanto que não há motivos para preocupação, aprendi á controlar isso muito tempo atrás, e suponho que seja por isso que estava me procurando.
__Não, não é isso__ Joseph discordou e parecia meio perdido__ você é um Original.
__Você é bom, não achei que dava pra notar__ fez careta.
__Como isso é possível? Quem é você?
__É uma longa história.
__Então sugiro que resuma ela pra mim, pois não tenho muito tempo__ murmurou irritado__ tenho que ir atrás da Demi antes que ela faça alguma besteira. Sabe quem é essa não é? A filha que você abandonou?
__Não abandonei minha filha.
__Ela passou a vida toda achando que estava morto, como você chama isso?
__Joseph__ Olívia o repreendeu___ se acalme, você precisa ouvir a história antes de julgar.
__Aprecio sua preocupação com minha filha, mas a pior besteira que ela poderia fazer é libertar Robert e pra isso ela teria que voltar a fazenda, por isso não há motivos pra preocupação, temos muito que conversar.
__Você não a conhece__ acusou.
__Aparentemente você também não.
Joseph cerrou a mão em punhos, ultimamente vinha perdendo a calma muito facilmente e isso não era nada bom, ele sempre soubera se controlar tão bem, mas naquele momento a ultima coisa que ele queria era calma, na verdade queria descontar sua frustração socando a cara daquele homem impertinente, só não o fazia, pois se lembrava das palavras do Oráculo, ele precisava de Michael e bem... Era o pai de Demi, podia apostar que socar a cara dele não lhe ajudaria a fazer as pazes com ela.
__Não vai querer brigar comigo garoto__ Michael avisou entendendo as intenções dele.
__Não me chame de garoto__ resmungou nervoso__ não sou uma criança.
__Verdade, tecnicamente você é mais velho do que eu, mas ainda é um garoto imprudente apesar de ser um bruxo poderoso. Sei tudo sobre você Joseph Gilbert, e acho deveria saber sobre mim também antes de me tomar como inimigo.
__Não acho que seja meu inimigo, mas não tenho obrigação de simpatizar com você. Não estou em um bom momento, tenho problemas demais nas costas pra tentar ser sutil.
__Eu entendo, e posso te ajudar, na verdade eu quero ajudar, mas você precisa me ouvir primeiro.
__Por favor, Joseph__ Olívia pediu__ se acalme e escute o que ele tem a dizer... Já mandei Selena e os outros a procura de Demi, vai ficar tudo bem com ela.
__Eu é que devia procurá-la__ respirou fundo.
__Se sair daqui nervoso só vai piorar as coisas e o que Michael tem a dizer é importante.
Porque Olívia pedira com educação, e somente por isso ele se deu por vencido e resolveu ouvir.
__Ok... Pode falar.
__Você se lembra de Marcos Gilbert?__ Michael perguntou.
__Sim eu me lembro, era meu tio, irmão de meu pai.
__Sabe que há muito tempo ele e a esposa tiveram um filho, um menino que chamaram de Michael Gilbert.
__Sim, eu lembro, mas ele morreu quando ainda era uma criança. Magia nenhuma pode salvá-lo, eu presenciei sua morte.
__Sim é verdade, ele morreu__ concordou__ porém alguns anos depois Cláudia engravidou de novo.
__Não sei nada sobre isso.
__Foi depois que você se trancou no diário com Robert__ Michael explicou__ Marcos e Cláudia conseguiram se manter vivos por um tempo e tiveram outro filho, um outro menino que chamaram Michael Gilbert em homenagem a criança que morreu.
Joseph fitou Michael com descrença, se aquela história era mesmo verdade, se tivesse entendido certo, então significava que Michael era seu primo. Era um pensamento um tanto perturbador e confuso, mas ele se manteve calado escutando.
__Eles foram perseguidos por um bom tempo, e como a maioria dos bruxos acabaram sendo mortos, mas a criança sobreviveu, eu sobrevivi. Meu pai tinha começado meu treinamento, ele sabia que eu tinha magia negra dentro de mim e estava me ajudando a controlar, e mesmo depois que ele morreu, eu continuei a treinar. Foi difícil ficar vivo sem ajuda, mas os anos foram passando, as coisas no mundo da magia foram melhorando e eu consegui viver me escondendo, como todos os outros. Bem, eu escolhi parar de envelhecer nos trinta e poucos anos, minha melhor fase se quer saber e séculos se passaram até que eu conheci Amélia. Foi amor a primeira vista, nós fomo feitos um pro outro, ela sabia tudo sobre mim e eu sabia tudo sobre ela, ela me ajudou com meus problemas de controle, me manteve forte.
Ele fez uma pausa, parecia perturbado em ter que falar dela.
__Mas as coisas pioraram de novo__ Sarah sussurrou o incentivando a continuar.
__Estavam oferecendo um preço alto pela cabeça de um Original, nunca pararam de nos perseguir realmente e eles estavam chegando cada vez mais perto. Não era um problema no começo, mas quando Amélia engravidou... Minha presença colocava nossa filha em risco e decidimos de comum acordo que eu devia me afastar. Ela escolheu dizer a Demi que eu estava morto, queríamos que ela tivesse uma vida normal, longe da magia e por isso eu fui embora, mas nunca as abandonei realmente, eu estava sempre por perto vigiando, acompanhei o crescimento de Demi de longe, só nunca disse que era o pai dela.
__Você estava por perto esse tempo todo? Viu tudo que aconteceu com ela nesse tempo e não fez nada?
__Ela tinha você, não precisava da minha ajuda.
__E porque resolveu se revelar agora?
__Momentos de crise__ deu de ombros__ eu estava de olho em você desde que saiu do diário, fiquei mais tranquilo quando vi que estava ajudando minha filha. Eu te segui com seus amigos na sua visita ao Oráculo e ouvi o que ela disse sobre mim, demorei um pouco pra resolver aparecer, mas minha filha precisa de mim.
__E como você pode nos ajudar?
__Eu sei tudo sobre magia negra Joseph, tudo que você precisa saber. Eu a tenho dentro de mim, assim como Demi, como Robert, como seu pai também tinha. Não foi fácil pra nenhum de nós, mas... Alguns sucumbem ao poder e outros não, a Demi tem salvação.
__Tudo que eu quero é ajudá-la__ Joseph sussurrou__ porque é tudo minha culpa.
__E você pode__ Michael garantiu__ e eu vou ajudar também, nós somos da mesma família Joseph, você sabe. Temos o mesmo sangue correndo em nossas veias, sangue original. Juntos podemos vencer essa guerra. E você sabe qual é a única maneira de vencer não sabe?
__Matando meu irmão mais velho?__ Joseph fez careta__ é, eu já ouvi isso antes.
__Tenho que saber que está pronto pra fazer o que for preciso. Sei que ele é seu irmão e que deve ser difícil, mas não é por mim, é pela Demi. Ele precisava pagar por tudo que fez.
__Ele matou tudo que eu amava. A vida dele não significa nada pra mim.
__Ótimo__ Michael sorriu satisfeito__ me fale sobre os feitiços que Robert lançou sobre vocês, não esqueça nenhum detalhe.
Mesmo ainda um pouco contrariado Joseph contou com detalhes toda a história a Michael, afinal ele era sua ultima esperança no momento. Foi difícil repetir tudo aquilo, lembrar da raiva da Demi, e ficou agoniado imaginando onde ela estaria agora, devia ter ido atrás dela, mas precisava ouvir o que Michael tinha a dizer.
__Eu odeio admitir isso, mas seu irmão é mais esperto do que parece__ Michael comentou depois de ouvir a história.
__O que quer dizer com isso?
__Ele pensou em tudo Joseph, em cada detalhe__ ele sorriu como se estivesse orgulhoso, mas logo ficou sério outra vez__ primeiro ele fez o feitiço de conexão com a Demi, com a esperança de quando estivesse completo ela o libertasse. Você sabe como esse feitiço é poderoso, mais ainda quando feito com magia negra, mas tem uma coisa que muita gente não sabe e que seu irmão não deixou passar.
__O que seria?
__Além da morte é claro, existe uma outra forma de interromper a conexão__ Michael explicou__ diga-me Joseph, qual a forma de ligação entre duas pessoas mais poderosa que existe?
__O amor__ foi Sarah quem respondeu.
__O amor__ Michael concordou__ você me disse que leu o diário de Demi e que nele ela dizia que a única coisa que a impediu de se render à escuridão era você. O amor dela
__Eu não tinha pensado nisso.
__Mas ele pensou__ disse agora mais agitado__ quanto mais próximos vocês estão, mas fraco fico o feitiço, quanto mais vocês se afastam, maior é a atração que ela sente por ele, é bem simples na verdade.
__Ele me conhece__ Joseph sussurrou__ sabe exatamente como sou, ele sabia que eu ouviria suas palavras.
__E sabia que provavelmente que você tentaria resolver sem contar a ela__ Michael concordou__ às mentiras os mantêm afastado, por isso ele se certificou de que ela não conseguiria contar a você o que estava havendo. Ele queria separar vocês, é ai que a maldição entra Joseph. Não se trata apenas de uma brincadeira de mau gosto do seu irmão pra te irritar. Uma vez que vocês dois tivessem dormido juntos, a ligação entre vocês ficaria mais forte e Inquebrável, isso anularia o poder feitiço dele e colocaria um fim em seus planos de liberdade.
__Ele pensou em tudo__ Joseph murmurou agora entendendo__ eu achei que tinha feito isso só pra me atormentar, mas Robert não é assim eu já devia saber, ele tinha um plano maior.
__Veja bem Joseph__ Michael disse__ foi tudo bem planejado. Todos diriam que a única forma de reverter o feitiço de conexão era matando ele, só que pra matá-lo é preciso libertá-lo primeiro. Mas se descobríssemos que existia uma outra forma, ele se certificaria que você não pudesse utilizá-la, porque se não poderia morrer, e mesmo que você o fizesse, a morte seria lenta, é possível reverter os efeitos antes que o bruxo morra, mas a única forma de fazê-lo seria...
__Matando Robert__ Joseph completou.
__E a única forma de matá-lo é o libertando. Então de qualquer forma, não importa o que façamos, ele precisa sair do diário.
__De uma forma ou de outra__ Joseph completou__ Robert precisa morrer.
Demi estava sentada no chão, escorada em uma árvore chorando. Não sabia exatamente onde estava, saira correndo da fazenda e fora o mais longe que conseguiu e estava morrendo de medo, pois a cada lágrimas que derramava a escuridão dentro dela ficava maior, o vazio era mais forte. Ela quis se levantar, correr até a fazenda, se ajoelhar na terra e desenterrar o diário, o pensamento lhe dava prazer e ela se viu enterrando as unhas com força na terra e na própria pele pra se segurar no lugar.
__Demi__ ela olhou pra cima assustada ao ouvir seu nome, mas ficou aliviada ao perceber que era apenas Eric, não estava louca.
Estava se sentindo tão sozinha naquele momento que uma presença amiga pareceu iluminar o poço sem fundo em que ela havia caído. Levantou-se às pressas, tropeçando nas próprias pernas e se jogou nos braços do amigo, chorando como uma criança enquanto ele a abraçava e tentava consolá-la.
__Hey Demi, tava todo mundo louco atrás de você__ ele murmurou__ que susto que você nos deu.
__Eu preciso de ajuda, por favor me ajuda__ ela implorou.
__Hey__ ele á afastou um pouco e viu o sangue na ponta dos dedos__ o que aconteceu com você?
__Ele mentiu pra mim__ Demi sussurrou.
__Ele estava tentando te proteger Demi, Joseph só quer o seu bem__ e se ele dizia aquilo era a mais pura verdade, ela não podia imaginar o quanto àquelas palavras lhe custavam.
__Não consigo evitar__ murmurou com desespero enterrando as unhas nos ombros dele__ a raiva é grande demais, eu não quero me sentir assim, não quero ter raiva, mas não posso evitar Eric, é mais forte que eu, está me enlouquecendo.
__Hey__ ele segurou o rosto dela com carinho entre as mãos__ eu prometo que vamos te ajudar, mas você precisa se acalmar está bem? Deixa eu te levar pra casa, Joseph vai saber o que fazer.
Ela fitou os olhos dele e respirou fundo, tentando recobrar a calma, o carinho e a preocupação que viu refletido neles ajudou a diminuir o desespero e ela se sentiu entorpecida, o cansaço foi tomando conta e se apoiou nele, achando que despencaria se ele a soltasse. Eric esperou pacientemente que ela se acalmasse, fitando seu belo rosto com atenção, vê-la tão perdida lhe magoava e ele gostaria de fazer algo mais pra amenizar sua dor.
__Está tudo bem?__ ele perguntou baixinho, receoso.
Ela apenas assentiu lentamente.
__Podemos ir pra fazenda então?__ ele percebeu como ele tremia, que estava fraca__ deixa eu te ajudar.
E antes que ela pudesse ter a chance de protestar ele a pegou no colo. Demi apenas fechou os olhos e escorou a cabeça no ombro dele, se deixando ser levada pelo cansaço. Não queria dormir e sonhar de novo, mas ficar de olhos abertos também já não lhe parecia assim tão bom.
Fim do Capítulo

Eric estava parada dentro do quarto, perto da porta observando Demi dormir. Queria que ela acordasse de uma vez, que abrisse os olhos e sorrisse dizendo que tudo estava bem, odiava vê-la naquele estado, correndo perigo. O que lhe consolada era a certeza de que Joseph não mediria esforços pra salvá-la, mantê-la segura. Ele acharia um jeito, tinha plena certeza disso.
Depois alguns longos minutos de absoluto silencio, Eric viu Demi abrir os olhos e ficou ansioso. Não fez menção de se aproximar, mas a observou atentamente, enquanto ela sentava na cama e olhava em volta parecendo levemente confusa.
__Hey Demi__ ele sorriu__ está tudo bem? Finalmente você acordou.
Ela o fitou como se somente naquele momento tivesse notado sua presença ali e Eric estremeceu ao olhar nos olhos dela. Eles estavam diferentes... Estavam completamente negros e a expressão no rosto dela era sombria. Estava pronto pra abrir a boca e dizer alguma coisa quando a porta do quarto se abriu sozinha e bateu em seu corpo com força o derrubando no chão e lhe roubando a consciência.
Demi sorriu, um sorriso perturbador enquanto se levantava da cama e fitava com desprezo o corpo inerte no chão.
__É, finalmente eu acordei.
                                                                  Fim da Prévia

6 comentários:

  1. OMG!! Essa prévia é pra nos matar???
    Amei o cap. *--* Perfeito como todos os outros.
    Posta logo!!
    Necessito saber o que vai acontecer!!! haha xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ñ necessariamente hahah ... Postei ... BJOS

      Excluir
  2. Para tudo, vamos ver se eu entendi: o pai da Demi é primo do Joe, o Joe namora a Demi, e a Demi tem um namorado que é primo do pai dela O.O ???
    Posta Logo!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É acho q é isso msm ... Postei ... XOXOXO

      Excluir