quarta-feira, 9 de maio de 2012

Chapter One


Hoje eu tive aquele sonho de novo, não contei pra ninguém, nem mesmo para o Joseph, mas eu estou com medo. Acordei com aquela sensação estranha, como se tivesse um buraco dentro de mim, um vazio escuro que vai ficando cada vez maior e eu sinto que preciso preenchê-lo com alguma coisa, e toda vez que chego perto do celeiro, toda vez que estou perto daquele mesmo lugar à tentação é tão grande, mas eu não consigo ficar longe. Eu sei que tem alguma coisa errada comigo, e ... Eu estou com muito medo.


__Demi__ concentrada demais no que fazia, ela se assustou ao ouvir aquela voz chamar seu nome, se desequilibrou e por pouco não caiu de cima da árvore onde estava sentada, mas não conseguiu segurar o diário e ele caiu fechado no chão.
__Meu Deus, que susto__ ela resmungou se recompondo e se ajeitando pra não cair lá em baixo.
__Desculpe__ Joseph deu uma pequena risada__ não queria assustá-la.
Ele se abaixou e pegou o diário caído no chão, o abrindo despreocupadamente em uma página qualquer, mas antes que pudesse ler qualquer coisa que estava escrita ouviu o som dos pés de Demi batendo no chão com o pulo que deu e puxando as pressas o diário de sua mão, o escondendo atrás das costas.
__Não posso ler?__ ele a fitou com curiosidade.
__Não, meu diário, meus segredos, você não pode ler__ ela disse enfiando o diário dentro da bolsa e colocando no chão.
__Você leu o meu__ ele a lembrou__ não parece muito justo que você conheça todos os meus pensamentos e segredos e eu não possa conhecer os seus. Não concorda comigo?
__Não conheço todos os seus segredos__ deu de ombros__ e a vida não é justa.
Joseph sorriu, gostava do modo como ela sempre tinha uma resposta pra tudo que ele dizia. O coração de Demi disparou por um momento, pelo medo que ele descobrisse seus segredos sombrios que nem ela mesma entendia, e também porque isso sempre acontecia quando ele sorria daquele jeito pra ela, mesmo depois de dois meses ela ainda não tinha conseguido se acostumar com a presença dele em sua vida, como seu namorado, não parecia que era real, era como se ele fosse sumir a qualquer momento e ela acordaria como uma mortal qualquer, voltando àquela mesma rotina de antes.
__Está tudo bem com você?__ Joseph perguntou sério.
__Porque não estaria?
__Eu não sei, me diga você__ a fitou com cautela__ você anda um pouco estranha ultimamente, está sempre sentada nessa árvore escrevendo, cheia de segredos, também percebi que não anda dormindo muito e que passa mais tempo do que seria normal encarando o lugar onde o meu diário está enterrado.
Demi gelou por dentro, então ele tinha percebido, Joseph não deixava passar nenhum detalhe. Por algum motivo, mesmo que quisesse, Demi não conseguia contar a ele o que vinha lhe acontecendo, como se alguma coisa a impedisse, como se algo dentro dela gritasse que era errado, ele podia não entender, ou podia dizer alguma coisa que ela não queria ouvir.
__Eu ficava sentada nessa árvore com o seu diário quando conversávamos, acho que me apeguei__ ela explicou tentando parecer tranquila__ foi você que me deu o diário, não achei que fosse um problema eu escrever nele. E quanto à falta de sono, eu nunca escondi de você que tenha pesadelos. E fico olhando praquele lugar, porque fico nervosa quando penso no que tem ali, não pode me culpar por isso.
__É, eu acho que não, e você também não pode me culpar por me preocupar com você.
__Não posso__ ela sorriu__ mas também posso perguntar por que você anda tão misterioso.
__Do que está falando?
__Pensa que não percebi que anda estranho ultimamente? Cheio de segredinhos com o Nick e o Eric, está o tempo todo ocupado com coisas que não me diz o que é, eu sei que está me escondendo alguma coisa e não perguntei a você o que era.
Joseph não era o único que reparava nas coisas. A primeira coisa que Demi estranhou foi à repentina amizade dele com Nicholas e Eric, não que fosse um absurdo eles serem amigos, mas sempre que estavam juntos ficavam cochichando e mudavam o assunto quando Demi chegava perto, aquilo era suspeito. Fora que Joseph andava muito ocupado lendo livros velhos de feitiços e outras coisas, como se procurasse algo especifico, não devia ser nada bom.
__Você é boa.
__Eu sei__ ela concordou divertida.
__Parece que todos temos nossos segredos então.
Embora estivesse curiosa pra saber o que Joseph tanto fazia ela decidiu deixar pra lá, ele contaria se achasse que ela precisava saber, e assim não corria o risco de ele querer saber dos segredinhos que ela escondia também.
__Eu quase me esqueci__ Joseph disse__ vim até aqui por que suas tias estavam te procurando, pediram pra te chamar.
__O que será que elas querem agora?__ revirou os olhos.
Demi pegou a bolsa no chão e começou a caminhar em direção a mansão, passando pelo celeiro. Ela caminhava por aquela área todos os dias, sempre circundando. Nem mesmo Joseph com seus olhos atentos e seu poder pudera enxergar, mas Demi, que passava ali todos os dias e encarava o lugar por várias horas sem se cansar havia notado que a grama na área onde o diário estava enterrado estava levemente mais clara, descolorada. E sempre que estava por perto ela pensava poder ouvir a voz de Robert em sua mente, era como se ele a chamasse, como se a desafiasse a chegar ainda mais perto. Um passo antes que seus pés tocassem a área mais clara Joseph segurou seu braço gentilmente a parando e a virou pra que o encarasse.
__O que foi?__ ela perguntou curiosa, estranhando o jeito como ele a olhava.
__Pode me dar um beijo antes de ir?__ ele pediu com um meio sorriso.
Demi o olhou sorrindo, seus olhos chegaram a brilhar enquanto o fitava, ainda não acreditava que estavam mesmo namorando, que de alguma forma ele gostava dela do mesmo jeito que ela gostava dela, talvez não tanto, mas ele a queria por perto, e isso a enchia de uma alegria que ela não conseguia explicar.
__Você quer um beijo?__ ela não conseguiu conter o sorriso.
__Quero__ ele concordou.
__Então vai ter que me pegar primeiro.
Ela saiu correndo pelo gramado da fazenda, de repente se esquecendo do que á afligia alguns minutos antes enquanto Joseph corria atrás dela gargalhando, pareciam dois jovens normais, apaixonados, curtindo a vida. Ela riu sentindo o vento balançar os cabelos e de repente parou como se batesse em uma parede invisível, simplesmente não conseguiu mais correr até que Joseph a alcançou sorrindo triunfante e a envolveu nos braços.
__Venci__ ele informou contente.
__Não valeu, foi trapaça, você usou magia__ ela resmungou embora ainda estivesse rindo, confortável nos braços dele.
__Você não disse que não podia, não impôs regras, só disse que eu tinha que pegá-la__ lembrou.
__Droga, esqueci como você é esperto__ revirou os olhos.
Por um momento Demi viu seu reflexo nos olhos de Joseph, ela estava diferente desde que tudo aconteceu, não se parecia mais com ela mesma, os cabelos antes castanhos agora eram lisos e negros a noite, ela tentara pintar de castanho de novo, mas a tinta simplesmente não funcionou, de nenhuma cor, sua pele também estava mais clara, mais sensível, não importava quanto sol ela pegasse não se bronzeava e seus olhos também pareciam diferentes, estavam mas claros, com pontinhos verdes brilhantes, como se pequenos pedaços de Esmeralda tivessem disso espalhados por ali. Era estranho, era como olhar no espelho e ver outra pessoa, ela odiou isso por um tempinho, achava que Joseph estava com ela pois enxergava Esmeralda quando a olhava, mas sabia que não era verdade e agora tentava não pensar nisso, não podia se preocupar com alguém que estava morta e não voltaria mais, pelo menos esperava que não voltasse.
__Tudo bem?__ ele a fitou curioso.
__Tudo__ ela concordou agarrando a gola da blusa dele e sorrindo.
__Que bom, pois você está me devendo um beijo.
Sem dizer mais nada, ela se pôs na ponta do pé e o beijou, primeiro suavemente, depois com mais intensidade, com mais paixão. A bolsa com seu diário caiu no chão e ela não se importou, jogou os braços em volta do pescoço dele, agarrando carinhosamente seus cabelos, sentiu a familiar queimação se espalhando por seu corpo enquanto suas línguas brincavam uma com a outra, aquilo já a incomodara antes, mas agora era uma sensação distante, até mesmo agradável. Ele a envolveu carinhosamente nos braços, a levantando do chão, sentindo seu perfume, algo como rosas e morangos talvez, tinha sido estranho no começo, se adaptar a nova vida, a nova realidade, dizer adeus a Esmeralda, mas Demi fazia tudo parecer mais simples, fazia o esforço valer a pena.
Partiram o beijo alguns minutos depois, somente porque precisavam respirar e Demi escorou a cabeça no peito dele, fechando os olhos, esperando que o coração se aquietasse. Momentos assim tornavam o segredo que Joseph vinha guardando mais terrível, ele queria resolver todos os problemas sem precisar preocupá-la mas vinha ficando com medo de que não fosse possível, Robert não os dava paz nem mesmo preso dentro de um diário e enterrado a vários metros embaixo da terra, parecia que o objetivo da vida dele era tornar Joseph infeliz, e vinha conseguindo cumprir a tarefa muito bem até agora.
__Tenho que ir ver o que minhas tias querem__ Demi fez bico__ volto daqui a pouco.
__Tudo bem__ ele concordou.
Ela lhe roubou um selinho e entrou correndo em casa. Joseph percebeu que ela tinha deixado a bolsa com o diário ali no chão, a pegou e por um momento se sentiu tentado a abrir e ver o que Demi vinha escondendo dele, pois ele sabia que tinha alguma coisa errada, mas pensou que não seria certo, ela contaria pra ele se quisesse, não podia trair a confiança dela assim por mais que fosse tentador, então fechou a bolsa e entrou na casa.
__Então, o que queriam falar comigo?__ Demi perguntou entrando na cozinha onde sua tia Sarah se aventurava fazendo o almoço, ela não era muito boa nisso, mas não importa muito quando se pode usar magia pra comer o que der vontade.
__Então querida, sabe que agora Selena vai entrar de férias não sabe?__ Olívia perguntou.
__Ah sim ela me contou, estava muito animada, parece que ia fazer uma viagem não é?
__Ah sim, ela pretende ir pro Canadá, não entendi bem porque, não tem nada interessante lá__ revirou os olhos__ mas isso é só daqui há algumas semanas, o caso é que ela vai voltar a morar aqui conosco.
__Não brinca?__ Demi se animou__ sério mesmo?
__Bom, pelo menos por um tempo, não sei se vai ser definitivo, mas ela se muda ainda essa semana. Achei que você ia gostar da noticia, vocês andam muito grudadas ultimamente.
__É a melhor noticia da semana__ Demi bateu palminhas.
Realmente ela e Selena andavam muito próximas depois de tudo que aconteceu, Selena ajudou Demi a lidar com muita coisa de um jeito que as tias e nem mesmo Joseph poderiam, coisas de melhor amiga, e Demi confiava nela de um jeito que não sabia explicar, ela era a única que sabia sobre os sonhos que Demi vinha tendo, embora não completamente, apenas meias verdades, Demi escondia algumas coisas porque sabia que ela contaria a Joseph se achasse muito preocupante. Ela não tinha deixado de notar como todos vinham vigiando ela como se ela fosse explodir em algum momento ou coisa do tipo, não era uma sensação muito boa.
__Demi querida, pode experimentar esse ensopado e dizer o que acha?__ Sarah pediu.
Demi e Olívia se entreolharam.
__Na verdade eu estou meio enjoada, não é uma boa ideia.
__E eu tenho que fazer uma coisa ali na sala__ Olívia disse__ mas deve estar ótimo.
__Vocês disfarçam muito mal sabia? E são muito maldosas__ ela resmungou__ onde está o Joseph? Sei que ele terá muito prazer em me ajudar com isso aqui.
Joseph, que vinha chegando à cozinha deu meia volta ao ouvir a ultima frase de Sarah, o que fez Demi rir, ele vinha sendo a cobaia de Sarah e era educado demais pra dizer não quando lhe pediam algum favor, na verdade ele era educado demais o tempo todo, o que era um pouco irritante as vezes. Em certos momentos Demi queria que ele simplesmente perdesse todo aquele controle e fizesse algum tipo de loucura, como por exemplo na semana passada quando eles estavam dando uns bons amassos na cama dela, já que Demi estava sem sono e quando a coisa começou a esquentar ele simplesmente parou, como se não quisesse mais nada ou estivesse com medo de alguma coisa.
Não era como se ele nunca tivesse feito aquilo antes, o problema não era vergonha, ele pareceu realmente transtornado quando se afastou dela as pressas, como se eles fossem até o fim algo muito ruim fosse acontecer, é claro que ele desconversou e Demi era tímida demais pra perguntar por que, mas resolveu deixar pra lá, talvez estivesse cedo demais pra darem o próximo passo, afinal só fazia dois meses que estavam juntos e o relacionamento deles nunca foi o mais normal do mundo. Meio que sem perceber Demi estava viajando, pensando naquela noite e mordendo o lábio inconscientemente.
__DEMI__ ela pulou da cadeira e seus olhos se focaram no rosto da tia.
__O que? O que foi?__ ela perguntou assustada.
__Sei lá, você simplesmente desligou__ ela explicou__ parecia que tava em outro planeta e estava fazendo uma careta muito estranha, se continuar mordendo o lábio assim vai arrancar um pedaço, o que foi que te deu?
__Ha, nada não... Só... Hum... Nada__ ela forçou um sorriso.
__Ótimo, então por favor... Prove o meu ensopado__ ela implorou.
Sarah se virou pra colocar um pouco na colher e Demi aproveitou o momento pra sair correndo como Olívia e Joseph fizeram.
Fim do Capítulo

10 comentários:

  1. POSTA LOGO PORFAVOR

    ResponderExcluir
  2. Eu to achando que o Joseph desconfia de algo que esta ocorrendo com a Demi....
    Ri muito no final, que todos saíram correndo pra não provar a comida da Sarah!
    Posta Logo!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Eu tbm acho ... Eu tbm ri ... Postei ! Bjos Minha Chará !

      Excluir
  3. Demi escondendo coisas do Joe... Joe escondendo coisas da Demi.. Vish!! Hahaha
    Posta logo! ;D

    ResponderExcluir
  4. OMG essa fic esta ficando cada vez mais misteriosa ! To adorando !
    Nao demora para postar viu ?!
    Beeijos (nao sei se ja comentei aqui :\ )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade a Cacau ADORA nos deixar curiosos ... Mais misterios é sempre bom né ?
      Não Vc ainda ñ tinha comentado aqui mais tudo tem sua primeira vez :)Ah vi q vc tbm esta me seguindo ... então Obrigada por comentar e seguir na verdade Obr a TODOS q me segue hahah ... Bjos

      Excluir