sábado, 2 de junho de 2012

Chapter Thirteen e Chapter Fourteen


Estavam todos reunidos na fazenda observando enquanto Michael ensinava Demi a usar seus poderes, ele tinha se oferecido como novo professor de magia dela, já que ele também possuía magia negra e poderia ensinar Demi a lidar com isso melhor do que Joseph. Ele nunca a vira tão contente na vida, nos últimos dias, desde que foram até sua antiga casa eles estavam ainda mais próximos, e ele ficava ainda mais assustado sabendo que seu tempo estava acabando, os sintomas estavam só piorando e ficava muito difícil disfarçar o seu cansaço.
__Hey Joseph, não quer ajudar?__ Demi perguntou sorrindo__ não ficou chateado por perder o cargo de professor não é?
__Não__ ele sorriu__ Michael faz isso melhor do que eu. É melhor só ficar assistindo, eu só vou atrapalhar.
__Tudo bem__ ela concordou e se aproximou pra falar apenas com ele__ mas ainda vou ganhar beijinhos de me sair bem né?
__Concerteza__ ele concordou rindo.
Demi lhe roubou um selinho e voltou correndo pra junto do pai pra continuar com a lição. Joseph sentiu os olhares em cima dele, principalmente da parte de Nicholas e Eric, ele estava começando a cansar dos olhares de pena, era sufocante.
__Você está péssimo__ Nick comentou__ mal consegue esconder o quanto está cansado, Joseph isso está saindo dos limites.
__Me poupe do sermão, pensei que já tínhamos encerrado esse assunto.
__Você não está apenas se matando, mas está matando todos que se importam com você, vai matar Demi também.
__Cale a boca.
Joseph se levantou dos degraus da varanda onde estava sentado e se virou pra entrar na mansão. Subiu apenas os dois primeiros degraus quando uma tontura o atingiu e uma fraqueza muito forte, não teve tempo de sentar de novo, ou de se apoiar, ele simplesmente desmaiou ali mesmo, caindo com tudo nos degraus da escada.
__Oh Meu Deus, Joseph__ Demi parou o que fazia e correu até ele, se abaixando ao seu lado__ Joseph fala comigo. O que aconteceu?__ ela olhou pras tias desesperada.
__Hey__ Michael se aproximou tentando manter a calma__ se afastem dele, deixem-no respirar.
__Joseph__ ela continuou chamando assustada, lágrimas surgindo em seus olhos, um bruxo não desmaiava assim do nada, sem um motivo aparente, tinha algo errado com ele, ela sabia que tinha__ fala comigo, acorda.
__Demi se afaste__ Michael não esperou que ela concordasse, simplesmente a agarrou e a levantou, a tirando de perto dele, então se virou pra Eric e Nicholas__ me ajudem a levá-lo pra dentro.
Os três o carregaram pra dentro da mansão e o levaram até o quarto, o deitando na cama. Demi não ouviu os conselhos de ninguém, se sentou ao lado de Joseph na cama e chorou assustada porque ninguém queria contar-lhe o que estava acontecendo embora fosse claro que todos soubessem menos ela. Segurou a mão dele na sua e esperou que ele acordasse.
Quando Joseph acordou, estava cercado pelos amigos, todos o encarando com preocupação, porém o único rosto que ele conseguia realmente enxergar era o de Demi, que estava em prantos enquanto segurava sua mão e esperava cheia de expectativa.
__O que aconteceu?__ ele perguntou um pouco confuso, sua cabeça doía e ele nunca se sentira tão cansado na vida.
__Você desmaiou__ Olívia quem respondeu.
__Por quê?__ Demi questionou, embora o toque da mão dela na sua fosse gentil e doce, sua voz demonstrava claramente que ela estava irritava e que sabia que estavam escondendo alguma coisa dela__ Um bruxo não desmaia simplesmente, sem uma explicação, sei que tem alguma coisa errada, você anda estranho há um tempo, pensa que eu não notei?
__Demi...
__Não minta pra mim__ ela o interrompeu__ estou cansada de todo mundo ficar mentindo pra mim, eu sou grandinha, posso lidar com a verdade. Diga-me o que está acontecendo, agora Joseph, eu mereço saber, eu tenho esse direito, você me deve isso.
Joseph suspirou, não havia mesmo chances de esconder aquilo dela por muito mais tempo.
__Vocês podem me deixar sozinho com a Demi, por favor?__ Joseph pediu.
Eles não discutiram, simplesmente saíram do quarto e fecharam à porta, os deixando a sós.
__O que está havendo? O que está me escondendo?__ ela exigiu saber.
__Eu queria protegê-la da verdade, não queria te magoar ou preocupar, mas você tem mesmo o direito de saber.
__Você está me assustando Joseph, o que...
__Eu vou morrer__ ele sussurrou a interrompendo.
__O que?__ os olhos dela ficaram vazios enquanto o fitava__ o que você disse?
__Venha aqui__ ele chamou estendendo a mão pra ela.
Devagar Demi engatinhou na cama até estar sentada ao lado dele, olhando em seus olhos.
__Lembra que você vinha se sentindo estranha e que agora disse que passou?
__Bom, mais ou menos, eu não lembro exatamente o que eu tinha, acho que era por causa da magia negra, sabe, os pesadelos e a sensação sufocante__ ela respondeu__ mais o que isso tem haver?
__Eu sabia que tinha algo errado com você, assim como suas tias e Selena também, por isso ela me deu seu diário pra que eu lesse, e lá descobri que Robert tinha enfeitiçado você__ ele explicou__ um feitiço de conexão. Ele demora um pouco pra se completar, mas estava transformando você, te modificando aos poucos, tornando-a leal a Robert, pra que assim você o libertasse do diário.
__O que?__ Demi o encarou incrédula, assustada__, mas... Eu não lembro disso, eu não... Como...
__Você estava sob efeito de um feitiço, por isso esqueceu de algumas coisas.
__Mas eu me sinto bem agora... Eu... O que você fez?__ ela perguntou começando a entender o que estava havendo.
__Seu pai apareceu pra ajudar e me disse que havia duas formas de quebrar a conexão, matando Robert, ou criando uma conexão maior do que a do feitiço, no caso a ligação entre nós dois, você mesma disse que seus sentimentos por mim a impediam de se entregar a escuridão.
__Eu não entendo.
__Quer dizer que teríamos que tornar nossa ligação mais forte pra quebrar o feitiço e a única forma de fazer isso era... Se agente transasse__ ele sussurrou__ o sexo é uma forma de conexão muito forte entre duas pessoas que se amam. Mas tem um porém, Robert quis se certificar que eu não poderia quebrar essa conexão, por isso ele nos amaldiçoou.
__Amaldiçoou? Como assim?
__Nos amaldiçoou, se nós fizéssemos amor, bem... Um de nós morreria, mas especificamente eu, porque você é útil pra ele e eu não__ deu de ombros__ o caso é que ele garantiu que de qualquer forma ele teria que ser liberto pra que nenhum de nós saísse machucado. Mas eu não estava disposto a dar esse gostinho a ele.
Demi parou pra pensar um instante.
__Então... Se Robert não está morto...
Joseph apenas assentiu com a cabeça e de repente aquelas sensações estranhas que vinha sentindo e aquela imagem tão vivida que se formava em sua mente quando Joseph a tocava fizeram sentido.
__Mas eu não me lembro...
__Porque estava sob efeito do feitiço__ ele explicou__ as memórias estão turvas, confusas. Pode ser que você lembre um dia, ou não, o caso é que eu consegui, eu quebrei a sua conexão com Robert, desfiz o feitiço, por isso você está se sentindo bem de novo, o controle dele sobre sua mente acabou.
__E você está morrendo por causa disso?
__Por causa da maldição__ ele concordou__ é um processo lento, mas... Eu não tenho muito tempo.
__Mas... Tem um jeito de reverter isso certo?
__Matando Robert, mas como eu já disse antes, não há nenhuma chance de eu libertá-lo daquele diário.
__Mas se não fizer isso você vai morrer, você não pode simplesmente sentar e morrer, você tem que fazer alguma coisa Joseph, porque não me disse isso antes? Porque mentiu? O que estava pensando?
__Estava pensando que estou cansado de te trazer problemas, pode ficar com raiva de mim por ter mentido se quiser, isso não vai mudar nada. Eu vou morrer você gostando disso ou não e não há nada que se possa fazer.
__É claro que tem__ ela levantou da cama apressada__ onde está o diário? Vamos libertá-lo e matá-lo... AGORA.
__O diário está escondido pra garantir que ninguém tente fazer uma besteira, porque não vai dar certo Demi. Seu pai e eu tínhamos bolado todo um plano pra libertá-lo e matá-lo, mas fizemos uma visita ao Oráculo e ela garantiu que não poderíamos matá-lo, que o plano daria errado e acabaríamos mortos.
__Não me interessa o que essa coisa disse, eu não vou deixar você morrer... Nós temos que tentar.
__Não vou colocar a sua vida, das suas tias ou dos nossos amigos em perigo por um plano que concerteza absoluta nem mesmo vai dar certo__ ele negou se ajeitando melhor na cama__ Demi, eu não quero morrer, mas não posso arriscar a vida do mundo todo, de pessoas inocentes, só pra poder salvar a minha, eu achei que você entenderia?
__Entender? Entender que você vai simplesmente esperar a morte chegar?
Joseph suspirou cansado, essa discussão só estava fazendo ele se sentir pior, ele não queria perder tempo brigando com ela.
__Demi, você sabe que Robert é muito poderoso, você sentiu o que ele é capaz de fazer, se nós o libertarmos e ele escapar, se não pudermos matá-lo, ele vai tirar a vida de muita gente inocente. Ele quer poder, os mortais não valem nada pra ele, como acha que vou me sentir sabendo que milhares de pessoas morreram só porque eu fui egoísta e não queria morrer... Eu já vivi tempo demais.
__Preso em um diário, isso não é vida.
__O tempo que passei ao seu lado compensou todo resto__ ele sorriu__ eu já aceitei, aceite também por favor, você precisa entender. Eu não quero brigar, só quero a sua companhia enquanto ainda tivermos tempo.
__Não pode me pedir isso__ ela disse aos prantos__ não pode me pedir pra assistir você morrer e não fazer nada, ainda mais por minha causa, você fez isso por mim.
__Porque eu te amo__ ele disse convicto__ eu disse que morreria por você e faria com prazer... Você não acreditou em mim?
__Joseph...
__Sinto muito__ ele sussurrou__ sinto muito te magoar. Eu sei o que é perder alguém se ama, eu já passei por isso e vai doer Demi, mas você vai superar, vai encontrar outro alguém depois que eu for, assim como eu encontrei você.
__Não__ ela sacudiu a cabeça nervosa__ não.
__Quando eu tiver partido, quando a dor for grande que você achar que não vai suportar, só feche os olhos e pense nos momentos bons que passamos juntos, pense só no que valeu a pena e isso vai te ajudar. Pense que foi por uma boa causa.
__NÃO__ ela gritou desesperada, se desmanchando em lágrimas__ NÃO VOU DEIXAR VOCÊ MORRER, EU NÃO POSSO.
Sem dizer nada, Joseph se levantou da cama, tentando ignorar a dor pelo corpo e a fraqueza e caminhou até Demi. Ela tentou evitar o abraço, mas quando ele a envolveu não teve forças pra mais nada, a não ser deixar que ele a amparasse e chorar feito uma criancinha perdida. Já tinha perdido a mãe, não podia perder Joseph também, não agora que tudo estava tão bem, que as coisas estavam voltando aos seus lugares, porque ela não podia simplesmente ser feliz e ter um pouco de paz?
__Por favor, não chora Demi, não faz isso comigo__ ele implorou__ eu odeio te ver sofrendo, eu não queria que as coisas fossem assim, mas você tem que me entender, eu só estou tentando fazer o que é certo.
Uma parte de Demi sabia que no fundo ele tinha razão, que não era justo arriscar milhões de vidas para salvar uma, mesmo que fosse a dele. Mas a outra parte, a parte egoísta simplesmente não podia aceitar que ela o perderia, essa parte não podia viver sem ele e se Joseph morresse ela morreria junto.
__Eu sinto muito__ ele sussurrou__ eu sinto muito Demi, eu sinto muito.
Ela nada disse, apenas o abraçou e chorou.
Fim do Capítulo

Já passava da meia noite quando Joseph finalmente adormeceu, apesar do cansaço que sentia ele não conseguira pregar os olhos antes que Demi parasse de chorar, a tristeza dela lhe partia o coração e era muito pior do que qualquer dor que pudesse sentir, mas ele não tinha muita escolha, apenas esperar que ela se conformasse.
Apesar de ter se acalmado, Demi não dormira realmente, só ficara em silencio pensando em tudo que ele lhe dissera e não precisou de muito tempo pra saber o que deveria fazer a respeito, portanto assim que ele caíra no sono, Demi se levantou da cama e correu pelo quarto, revirando tudo a procura do diário. Apesar de ela ter feito um pouco de barulho ele não acordara, estava exausto demais, era visível só de olhar pra ele o quanto estava mal e isso só fez aumentar a certeza de Demi.
Joseph era esperto, e escondera bem o diário, mas a determinação de Demi não permitiu que ela desistisse e ela logo percebeu que o diário estava encoberto com magia, ela podia sentir. Ele tinha o escondido em um fundo falso no armário e coberto com magia, impedindo que qualquer um que olhasse visse o que realmente tinha ali, mas depois que ela descobriu foi fácil driblar o feitiço e ela o pegou. Joseph tinha lhe contado sobre o plano que ele e Michael tinham bolado para matar Robert, o Oráculo dissera que se eles tentassem morreriam, mas ela nada falara sobre Demi tentar.
Com o diário em mãos, Demi saiu do quarto de fininho esperando que ninguém a visse, mas não teve muita sorte, estava passando pela sala quando Eric surgiu do nada a sua frente, interrompendo seu caminho. Ela gelou por dentro, ele ia tentar impedi-la de continuar, mas ela não desistiria e concerteza haveria briga.
__O que faz aqui?__ ela perguntou nervosa, tentando esconder o diário.
__Selena convidou a mim e o Nick pra passar a noite por aqui, sabe... Por precaução__ ele respondeu__ e você, o que faz acordada assim tão tarde Demi?
__Coisas demais na cabeça, não consigo dormir__ deu de ombros__ só levantei pra pegar um ar fresco.
__Também não consigo dormir, posso te fazer companhia__ ele se ofereceu.
__Desculpe, mas eu prefiro ficar sozinha__ ela disse apressada__ não quero conversar, mas obrigada pela oferta.
Ela passou por ele apressada desejando com todas as forças que ele a deixasse, mas sabia que não seria tão fácil.
__Desculpe Demi__ ele se pôs na frente dela__, mas não posso deixar você ir.
Demi suspirou pesadamente, ficando nervosa.
__Saia da minha frente Eric, eu preciso fazer isso, não posso simplesmente deixá-lo morrer e se você tentar me impedir vamos brigar, eu vou ser obrigada a machucar você e não quero fazer isso.
__Você sabe das consequências dessa sua atitude Demi? Sabe o que pode acontecer?
__Sei__ ela concordou__ e não me importo, eu não vou deixá-lo morrer.
Um minuto silencioso se passou enquanto Eric a fitava, um minuto que pareceu uma eternidade, até que de repente a noite já não parecia tão quieta, além do som alto e desesperado do seu coração ela podia ouvir o som dos animais lá fora, os insetos, os pássaros, os cavalos, e o som do vento batendo nas árvores também.
__Eu vou com você__ Eric disse tomando uma postura decidida.
__Como é?__ Demi o fitou surpresa.
__Sei que tentar te impedir não vai adiantar de coisa alguma, nada do que eu disser vai fazê-la mudar de ideia, e como seu amigo não posso deixá-la correr para morte sozinha, então eu vou com você. E além do mais... Você vai precisar disso__ Eric estendeu a mão que estava atrás das costas todo o tempo, revelando uma faca que reluzia com uma estranha e hipnotizante aura negra a sua volta.
__Uma faca enfeitiçada__ Demi sussurrou atônita__ como conseguiu isso? Como sabia que eu...
__Seu pai a enfeitiçou no outro dia e eu vi onde a guardou__ deu de ombros__ eu sabia que depois que Joseph te revelasse toda a verdade você tentaria salvá-lo, então peguei a faca e resolvi que a melhor forma de te proteger era te ajudar. Claro que o mais provável é que nós dois morramos nas próximas horas, mas... O que eu tenho a perder?
Demi sorriu, atravessou a distancia eles e o abraçou apertado.
__Você é incrível__ ela disse contente__ obrigada Eric, eu não conseguiria fazer sozinha.
__Eu sei__ ele sorriu de volta__ vamos logo antes que nos peguem no flagra.
Assim, os dois deixaram a mansão juntos, sem fazer barulho para não acordar os outros, estava indo em uma missão suicida, mas valia a pena pra salvar a vida de Joseph, disso Demi tinha certeza, ela não ia desistir sem tentar.
O feitiço que Demi precisava fazer exigia uma grande quantidade de poder e energia, por isso só havia um lugar em que eles poderiam fazer aquilo. Usando o teletransporte, os dois não demoraram a chegar à gruta mágica que ampliava os poderes dos bruxos, Demi não gostou muito do meio de transporte, era ainda menos agradável sem os braços de Joseph a envolvendo, mas não havia tempo a perder. Em outros tempos, Demi já sentira incrivelmente bem naquele lugar, sentia-se tremendamente bem e poderosa, mas agora as lembranças que tinha dali só lhe traziam arrepios.
__Você está bem?__ Eric perguntou notando o nervosismo dela.
__Não gosto desse lugar, tenho más lembranças__ ela explicou__ vamos acabar logo com isso.
Sem cerimônia, Eric pegou uma faca e fez um corte na palma da mão. Demi estremeceu ao ver o sangue escorrer, mas nada disse enquanto o observava usar o próprio sangue pra fazer um desenho no chão, um círculo e três símbolos dentro que ela não reconhecia, era onde Robert ficaria aprisionado quando ela o libertasse.
__Pronto, o desenho está feito__ Eric se levantou.
__Deixa eu te ajudar__ ela pediu e segurou a mão dele gentilmente, amarrando um pedaço de pano em volta do machucado.
__Obrigada__ ela murmurou sem dar muita atenção a ela e se concentrou no circulo__ Custodite omne malum hoc orbe potestas dimisit ibi inclusus non potest solvi.
O círculo pegou fogo, pequenas chamas vermelhas e os simbolos brilharam com uma luz fraca avermelhada, irradiando poder.
__Está feito, é onde Robert vai ficar__ Eric disse__ agora é com você.
__Obrigada por isso Eric__ Demi disse sincera__ e você não precisa continuar aqui se não quiser, eu posso fazer o resto sozinha.
__Eu preciso ficar sim__ ele discordou.
__Pode dar errado, nós podemos morrer__ ela avisou__ eu sei dos riscos, mas você entende que eu tenho que tentar mesmo assim.
__Eu entendo__ ele deu um meio sorriso__ e já disse que vou ficar. Joseph é meu amigo Demi, quero que ele sobreviva, e além do mais, fiz uma promessa a ele que pretendo cumprir.
__Que promessa?__ ela o encarou confusa.
__Que eu a protegeria quando ele não pudesse__ sussurrou.
Por um momento que parecia não ter fim Demi apenas o encarou com lágrimas nos olhos, então logo em seguida o abraçou. Estava com medo, com muito medo do que estava por vir, de fazer algo errado, medo de perder tudo, mas mesmo om medo ela não podia simplesmente cruzar os braços e observar tudo que ela amava desaparecer, ela tinha que tentar. E se Eric não estivesse ali pra apoiá-la não saberia se conseguiria aguentar, ele era um grande amigo.
__Vamos conseguir Demi__ ele sussurrou confiante__ vamos salvar o Joseph, você vai ver.
__Obrigada__ ela se afastou pra olhá-lo, de verdade... Obrigada.
__É pra isso que servem os amigos.
Ele sorriu, não importava que Demi não gostasse dele do jeito que ele gostaria, apenas o sorriso dela valia mais do que qualquer coisa que pudesse ganhar, e se Joseph era a felicidade dela, então ele faria de tudo pra ajudar a salvá-lo. Se tinha alguém no mundo que merecia o coração de Demi esse alguém era Joseph, Eric tinha de admitir que ele era um cara incrivel e que nunca em toda sua vida conhecera alguem tão sincero, amigo e altruista como Joseph, capaz de dar a própria sem pensar duas vezes para salvar a de outros que ele nem ao menos conhecia.
__É melhor acabar logo com isso antes que percebam nossa ausencia na fazenda e venham nos procurar__ ele disse.
__Você está certo__ ela engoliu as lágrimas e a precouação__ vamos fazer isso.
Demi pegou o diário, o abrindo e percebeu como tremia, mas se esforçou para manter o controle e a calma. Ela ainda se lembrava do feitiço de libertação como se fosse ontem que libertara os irmãos Gilbert pela primeira vez, lembrava de cada detalhe daquela noite, a primeira vez que vira Joseph de verdade.
__Liberte o que foi aprisionado, libere o poder contido__ uma ventania começou de repente, sacudindo as folhas do diário e jogando seu cabelo contra o rosto, um pouco mais atrás Eric se abraçou sentindo um frio de congelar até os ossos__ desfaça o que foi feito.
O diário começou a brilhar, e Demi elevou o tom de voz pra que se fizesse ouvir acima do barulho alto do vento.
__Traga de volta ao lugar que realmente pertence, deixe o destino seguir o seu curso... LIBERAVIT.
O brilho ficou mais forte, até que nenhum dos dois podia enxergar nada e sentiram seus corpos serem empurrados pra longe, caindo no chão sem fôlego, os dois tamparam os ouvidos por conta do barulho alto. Houve outro som, como uma explosão e então acabou. Houve só um grande silencio e Demi teve medo de abrir os olhos... Era agora ou nunca.
__Robert__ o nome escapou num sussurro sufocado, Demi não imaginou que ficaria tão abalada ao vê-lo, com seus cabelos dourados voando com o vento e os olhos azuis brilhantes a fitando com intensidade e atenção.
__Demi__ ele sorriu e olhou pra baixo, para o circulo e para os símbolos desenhados sob seus pés__ devo dizer, não era bem essa a recepção que eu estava esperando.
Demi e Eric logo se levantaram do chão e por um momento ninguém disse nada, Demi simplesmente ficou ali imaginando se não tinha cometido um erro, um grave erro, mas logo tratou de espantar o pensamento e se concentrar no que era importante.
__Robert...
__Não diga__ ele a interrompeu com ar divertido, não parecia preocupado com o fato de estar preso__ deixe que eu adivinhe. O meu querido irmão mais novo Joseph conseguiu quebrar o feitiço de conexão que nos unia, mas pra isso ele teve de ativar a maldição que lancei sobre vocês dois e agora ele está morrendo e você minha querida, veio até aqui sem que ele soubesse pra implorar que eu desfizesse a maldição e salvasse a vida dele. Aceitei?
__Você se acha o máximo não é mesmo? Porque acha que Joseph não sabe que estou aqui?
__Ele estaria aqui com você, eu tenho certeza__ e seu olhar pousou em Eric__ ele não lhe mandaria para floresta sozinha com seu concorrente, ele não é tão estúpido... Pelo menos eu creio que não.
__Do que está falando?__ Demi o encarou confusa.
__Você ainda não declarou pra ela?__ Robert perguntou a Eric rindo__ devo dizer meu amigo, ajudar a salvar a vida do seu concorrente é o cumulo da burrice, você devia aprender comigo, devia deixá-lo morrer. Pensa que bancar o bonzinho vai fazer com que ela se apaixone por você?
Demi olhou pra Eric ainda confusa, ele estava de cabeça baixa, encarando o chão nervoso, parecia envergonhado. Como assim ele gostava dela? Eric namorava Miley e nunca dera nenhum sinal de que era apaixonado por ela, bem... Pelo menos não que ela tenha percebido. Demi sacudiu a cabeça pa espantar os pensamentos, não era aquela a questão de maior importância.
__Vamos ao que interessa Robert, desfaça o feitiço que está matando Joseph__ Demi ordenou.
__Ou?
__Ou eu mato você__ ela respondeu sem pensar duas vezes.
__Você é corajosa garota, ou burra, ainda não decidi qual das opções faz mais sentido__ ele começou a caminhar pelo espaço do circulo tranquilamente, indo de um lado para o outro__ você não pode me matar.
__Eu posso sim__ e ela tirou a mão que estava atrás das costas, revelando a faca enfeitiçada.
__Uh, brinquedinho perigoso, você não devia mexer com isso, pode se machucar__ porque ele estava sorrindo, porque não parecia preocupado? A cada segundo Demi ficava mais nervosa.
__Não é uma piada Robert, eu vou matar você, não pense que não faria__ ela ameaçou.
Robert se aproximou mais da beirada em chamas do circulo, olhando atentamente para Demi.
__É uma pena que não dei certo__ ele murmurou__, mas você está tão parecida com ela, ele já te disse isso? Os cabelos, a pele, os olhos, é até assustado de olhar, o fantasma de Esmeralda. Não foi atoa que Joseph se empenhou tanto para mantê-la viva, uma ultima lembrança do amor da vida dele.
__Não de ouvidos a ele Demi, vá direto ao que interessa__ Eric avisou.
__Não vai conseguir me provocar Robert__ Demi garantiu__ Joseph me ama, Esmeralda é coisa do passado, você só fala dessas coisas por despeito, simplesmente não pode aceitar que ela amava o seu irmão e não a você, mas não é atoa, uma mulher incrível como ela jamais se apaixonaria por um ser desprezível como você.
__Engraçado você dizer isso, já que é igual a mim Demi, sendo assim uma pessoa incrível como meu irmão não poderia se apaixonar por você.
__Eu não sou igual à você__ ela cuspiu as palavras__ não temos nada em comum.
__Mesmo Demi?__ ele sorriu maliciosamente__ posso dizer muitas coisas que temos em comum.
__Cale a boca__ Eric ordenou__ sei o que está tentando fazer Robert, não vai funcionar, você não vai envenenar a cabeça de Demi, eu não vou deixar. Não viemos aqui pra conversar, vamos matar você e salvar Joseph.
__Você acha mesmo que consegue enfiar essa faquinha em mim e sair vivo?__ ele riu e abriu os braços__ vamos... Tente.
__Você pode facilitar as coisas Robert, ou podemos fazer do jeito difícil__ Demi chegou um pouco mais perto.
__O que? Você não vai conseguir me matar, sabe disso... Suas ameaças não me assustam, ainda não me deu um bom motivo pra me fazer aceitar sua proposta. Ofereça-me algo que eu quero mais que a morte de meu irmão e ai poderemos pensar no assunto.
__Sua liberdade__ Demi disse.
__Não, eu posso passar mais uns séculos presos, vale a pena__ deu de ombros__ e além do mais, esse seu circulo mágico não vai durar pra sempre, sabe disso não sabe? A mágica vai se desgastar e em pouco tempo eu estarei livre, então é melhor pensar bem no que vai fazer Demi. Eu posso esperar, sou um cara muito paciente.
__Demi, me dê à faca e eu acabo com isso__ Eric pediu__ não dê mais ouvidos a ele.
__Vai arriscar a vida do seu amiguinho pra salvar a do seu namorado? Isso é meio egoísta não acha Demi? Se aproveitar dos sentimentos dos outros... Hum, com quem será que você parece agora?__ ele provocou.
__Cale a boca?__ ela ordenou confusa.
__E se eu te fizesse uma proposta irrecusável?__ ele sugeriu__ todos saem ganhando, pelo menos ao meu ver.
__Demi, não escute ele, me dê a faca__ Eric insistiu chegando mais perto.
__Que proposta?__ Demi perguntou levemente tentada, de repente haveria um jeito de enganá-lo.
__Me deixe livre e venha comigo, você tem poderes incríveis e seria muito útil aos meus planos. Em troca... Eu desfaço a maldição sobre Joseph, sabe... Quando ele estiver novo em folha e pronto para lutar, sei que encontrarei outro jeito de matá-lo.
__Ir com você? Você acha que pode me usar? Pra ajudar no seu plano de matar pessoas inocentes?
__Quem te disse que pretendo matar pessoas inocentes? Meu irmãozinho? Ele tem a mente limitada__ revirou os olhos__ é claro que terei que dar um jeito em que se opor a mim, mas um rei precisa de súditos, eu não quero destruir a humanidade, quero criar um novo mundo, uma nova raça.
__Do que você está falando?
__Mortais são patéticos Demi, é o que estou tentando dizer... Não quero matar, eu quero ajudar, quero dar aos humanos comuns um propósito, quero dar eles o gosto do poder e criar um mundo com uma raça superior, um mundo de bruxos, em que todo são iguais, é claro que eu vou mandar... Mas você entendeu o espírito.
__Quer transformar mortais em bruxos?__ Eric riu__ isso é ridículo e impossível, nem mesmo você pode fazer isso. Não há indícios na história que tal loucura possa ser real.
__Viu? Mente limitada__ Robert revirou os olhos__ você não sabe nada sobre a magia garoto, é uma criança ainda.
De repente a mente de Demi estava em outro lugar, dias atrás, uma noite que ela não esqueceria... Quando Joseph disse que a amava e eles dançaram sob as estrelas e uma chuva de pétalas de rosas, se lembrou de uma conversa que tiveram. “Uma pedra mágica, muito poderosa, mais que qualquer objeto do mundo mágico já visto e ele disse que o bruxo que o tivesse poderia fazer qualquer coisa, não haveria limitações.”, as palavras de Joseph ecoaram em sua mente.
__Você acha que a pedra mágica existe não é? Acha que pode usá-la pra executar seu planinho maluco.
__Joseph te contou a história não é mesmo? Eu devia saber__ ele sorriu__ eu não acho Demi, eu sei que ela existe... Eu a encontrei da primeira vez que você me libertou, mas não cheguei a pegá-la, tinha outras coisas a resolver antes de começar o meu plano, eu me precipitei e acabei onde estou agora... Mas não vai acontecer de novo.
__Você é insano.
__O seu tempo está acabando Demi__ Robert disse sorrindo ao ver que o fogo no circulo diminuía__ eu poderia te contar sobre meu plano e tentar te convencer de que não estou maluco, mas isso levaria tempo, coisa que não temos no momento, você decide como vai ser. Pode tentar me matar e falhar, pode me prender de novo e ver seu namoradinho morrer ou pode vir comigo e salvar a vida de Joseph e de todos os seus queridos amigos e blá, blá, blá... Você quem sabe, sem pressão.
__Demi, não dê ouvidos a ele... Nosso tempo está acabando__ Eric disse nervoso__ me dê a faca ou vou mandá-lo de volta pra dentro do diário, mas não vou deixar que escute as loucuras dele.
Eric se aproximou pra tentar pegar a faca enfeitiçada da mão de Demi e acabar logo com aquilo, mas ela se esquivou do toque e apontou a faca pra ele em um gesto defensivo, lágrimas surgiram em seus olhos enquanto seu coração se apertava no peito, ela achava que iria sufocar, mas não estava lhe dando muita escolha.
__O que está fazendo Demi?__ ele a olhou assustado__ abaixe isso.
__Eu sinto muito Eric, você veio até aqui me ajudar e não quero te fazer mal... Mas eu preciso salvar Joseph, não me importa o preço, eu não vou deixá-lo morrer.
__Ele está te enganando Demi, ele não vai salvar Joseph, só está tentando machucá-lo ainda mais envenenando a sua mente, será que não vê? Ele está se aproveitando do seu bom coração... Deixe-me resolver isso, me deixa te ajudar__ ele implorou.
__Tic Tac... Tic Tac__ Robert murmurou sorrindo__ o tempo está acabando Demi, se não aceitar minha proposta eu vou matar você. Ou você é minha aliada ou minha inimiga, a escolha é sua.
__Prometa que não vai machucar Eric se eu te deixar livre... Prometa que não vai machucar meus amigos.
__Eu prometo__ ele garantiu__ esse moleque não é ameaça para mim.
__Demi, por favor... Não faz isso__ Eric pediu__ é um erro.
__Sinto muito__ ela sussurrou.
O circulo de fogo se desfez. Demi deixou a faca enfeitiçada cair no chão e lentamente se aproximou de Robert, lágrimas caindo silenciosas por seu rosto. Robert a envolveu gentilmente com seu braço, de forma possessiva e sorriu para Eric.
__Não se esqueça de contar ao meu irmãozinho o que aconteceu e se puder, escreva como foi pra que eu possa ver em sua lembrança a expressão patética no rosto dele ao saber a noticia__ murmurou divertido__ até logo.
Num piscar de olhos ele desapareceu no ar, levando Demi junto. Eric gritou de frustração por um momento e não conseguiu acreditar que aquilo tinha mesmo acontecido, eles chegaram tão perto.
__Não tão fácil desgraçado__ ele sussurrou, correu em direção ao circulo e concentrando sua energia também desapareceu no ar.
Fim do Capítulo

8 comentários:

  1. :O Não, o Robert levou a Demi!!!! Não pode!! O Joe vai surtar!
    O Eric foi atrás deles, ou foi avisar aos outros do ocorrido, para irem todos atrás do Robert e da Demi??
    Posta Logo!! xxox

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim o Robert levou a Demi e Sim o Joe Surtou ... Postei ... XOXOXO

      Excluir
  2. Desculpa não ter comentado no ouro, fiquei de castigo!
    Perfeito!
    Posta logo!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas Flor,e o q a Sra aprontou pra ficar de castigo em ??? KK ... Postei ... Bjos

      Excluir
  3. oi entra nesse blog novelafic.blogspot.com\

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já v entrar Fofis ... Q que eu divulgue ? BJOS

      Excluir