domingo, 22 de janeiro de 2012

Capítulo 8 – O Convite


Às vezes algumas pessoas não se interessam pela sua opinião... Tomam decisões por você sem te consultar ou ao menos se perguntar o que você acharia. É que não importa o quanto você se importe... Algumas pessoas simplesmente não se importam.


Quinta feira... Selena e Demi estavam se aprontando pra ir à escola. Foi então que Deise entrou no quarto pra falar com elas.

_Meninas, preciso avisar uma coisa a vocês_ ela disse.
_Pode falar mãe_ Selena disse sem tirar os olhos do espelho.
_Acabei de receber um telefonema do meu chefe e vou viajar na sexta feira... Viagem de negócios, só volto no sábado.
_Tudo bem.
_Eu vou amanhã bem cedo e só quero avisar pra vocês não fazerem nenhuma besteira e terem juízo.
_Não vamos botar fogo na casa mãe... Não há porque se preocupar_ Selena garantiu sorrindo maliciosamente.
_Não se preocupe Deise_ Demi disse_ eu cuido da Selena, não vou deixá-la fazer nenhuma besteira.
_Fico mais tranqüila assim.
_Quer dizer que confia nela e não confia na sua filha?_ Selena disse indignada.
_É isso ai.

Deise sorriu pras duas e saiu do quarto... Selena fez uma careta de desgosto e Demi riu. Então as duas terminaram de se arrumar e foram pra escola.

_Bom dia esposa_ Joe apareceu por trás de Demi lhe dando um susto.
_Bom dia marido_ ela riu_ esta animado hoje.
_Pois é... Recebemos outro e-mail da professora. Temos que decidir quantos filhos vamos ter.
_Eu quero dois_ ela disse_ um casal.
_Boa ideia_ ele sorriu maliciosamente.
Ela parou de andar pra analisar a expressão dele... Joe segurou sua mão e a empurrou pro lado a imprensando na parede.

_Podemos começar agora mesmo_ ele sugeriu a olhando de um jeito que a fez sentir-se nua.
_Você não ouviu a professora? Não podemos ter lua de mel_ ela riu cruzando os braços.
_Você tem que cumprir com seus deveres de esposa_ ele fez bico_ e não da pra ter filhos sem lua de mel.
_Tudo bem então marido_ ela disse entrando na brincadeira e passou as mãos pelo pescoço dele_ mais não podemos fazer isso aqui no meio da escola. Que tal na casa da árvore depois da escola?
_Gostei da ideia... Mais não prometa o que não pode cumprir.
_Eu sempre cumpro minhas promessas_ ela chegou seu rosto mais perto do dele, o fazendo o prender a respiração_ e prometo a você que essa nossa lua de mel vai ser incrível. A melhor noite da sua vida.
_Eu vou cobrar_ ele garantiu, segurando a súbita vontade de chegar ainda mais perto dela.
_É o que eu quero que faça_ piscou pra ele.
_Será que vocês dois podem para com o sexo verbal?_ Drake passou por eles rindo.
_Me deixe em paz com a minha esposa_ Joe se virou pra ele rindo.
_Foi mal.

O sinal indicando o inicio da aula tocou e Joe bufou inconformado, fingindo não fazer diferença alguma o fato de a garota ainda estar com uma das mãos em sua nuca, rindo das palavras de seu amigo.

_Tudo bem marido_ ela se virou pra ele_ me carregue.
_Com é?_ ele ergueu a sobrancelha.
_O marido tem que carregar a esposa pela porta lembra?
_Pensei que não estivéssemos em lua de mel... Não pode, lembra?_ ele sorriu.
_Mudei de ideia.

Ela soltou a mão que estava em sua nuca e foi atrás dele, dando um impulso subindo em suas costas... Joe riu da empolgação da menina mais achou aquilo extremamente agradável... Era muito fácil conviver com o bom humor dela. Então seguiu pelo corredor lotado a carregando nas costas.
Na hora do intervalo...

Joe estava caminhando pelo refeitório, indo em direção ao irmão quando uma mão o puxou pra um corredor vazio. Ele soltou um palavrão alto com o susto, e se irritou ao perceber que era Drake. Jack, Josh e David também estavam com ele.

_Qual o seu problema garoto?_ Joe reclamou irritado_ ta querendo me matar do coração?
_Desculpa, eu não queria te assustar_ ele disse rindo.
_O que vocês querem então?
_Viemos falar sobre a aposta_ Josh disse_ já se passaram quatro dias e não vimos nenhum progresso.
_Na verdade_ Drake discordou_ você parecia ter progredido muito hoje mais cedo. Estavam quase comendo no meio do corredor.
_O que é em? Eu ainda tenho mais de uma semana... Não perdi a porcaria da aposta_ ele disse exaltado.
_Sei que não... Só queríamos saber como esta indo_ David disse.
_Estou indo bem obrigado_ ele já ia indo embora mais Drake o segurou.
_Tem certeza que não precisa de ajuda?
_Não preciso da ajuda de vocês pra nada_ ele garantiu_ agora da licença, tenho mais o que fazer.
_Ele ficou irritadinho com o susto_ Jack riu.

Joe deu as costas aos amigos irritados, não gostava quando ficavam pressionando ele, gostava de fazer tudo com calma... Era bem verdade que a essa altura ele já teria ganhado a aposta a muito tempo, mais com Demi era diferente, tinha algo nela que lhe dizia que tinha que ser mais cuidadoso... Ela não era uma menina fácil de enganar... Porque além de ser muito esperta e bonita, despertava algo diferente nele. A conhecia a apenas quatro dias e podia conversar com ela algo que nunca havia dito nem ao melhor amigo.

_Precisamos ajudar ele... Esta com medo de magoar a menina porque é amiga da Selena_ Drake falou.
_Isso não é bom?_ Jack fez careta_ ele vai perder a aposta.
_Seria bom sim... Mais não nesse caso_ ele sorriu maliciosamente_ estou muito curioso pra saber no que isso vai dar.
_E tem alguma ideia?
_Vou pensar em algo_ garantiu_ isso vai ser divertido.
Minutos depois Joe estava se sentando na mesa ao lado de Nick... A sua frente Demi e Selena riam de alguma coisa. Ele observou em silencio, notando como a menina tinha um sorriso encantador e suspirou.

_Que foi?_ Nick perguntou.
_Nada_ disse friamente.

Nick não engoliu esse nada do irmão... Era muito difícil encontrá-lo de mau humor, estava sempre rindo e feliz com alguma coisa. Foi ai que Ashley apareceu na mesa e se sentou ao lado de Joe.

_Oi amor_ ela sorriu pra ele.
_Ashley... Será que da pra parar de me chamar assim? Eu já disse que não gosto_ ele reclamou.
_Tudo bem Joe, desculpa_ ela fez bico_ só vim dar uma boa noticia.
_Que noticia?
_Sua mãe convidou a mim e aos meus pais pra jantar lá na sua casa no sábado... Não é demais?
_Ela fez isso é?_ ele disse tentando conter a raiva.
_Disse que tinha algo importante a tratar com nós dois_ ela mordeu o lábio inferior_ faz alguma ideia do que é?
_Eu posso imaginar_ ele respirou fundo.
_Bom... Então, até lá né_ ela deu um beijo na bochecha dele e se levantou.
_Até.

Assim que ela saiu de vista ele cruzou os braços na mesa e abaixou a cabeça, fechou os e respirou fundo. A mãe dele realmente não tomava jeito... Teria de ter uma conversa séria com ela.

_Ta tudo bem Joe?_ Selena perguntou.
_O que você acha?_ ele perguntou ainda de cabeça baixa_ eu vou matar a minha mãe.
_Ah não fica assim marido_ Demi disse_ não deve ser assim tão ruim.
_Você quem pensa. Eu já sei o que ela espera que aconteça nesse jantar... Mais não vai rolar, não mesmo.
Ele continuou com os olhos fechados, imaginando várias maneiras de se livrar daquela situação, então sentiu uma mão pousar em sua cabeça, brincando com seu cabelo... Fazendo carinho na nuca. Ele suspirou, achando aquilo agradável... Relaxante.

_Talvez conversar com ela ajude_ Demi sugeriu.
_Ela não me ouve_ ele garantiu_ eu já tentei varias vezes.
_E o seu pai?
_Ele me apóia, mais minha mãe não da ouvidos nem pra ele... Quem dirá pra mim.
_Sua mãe não pode te obrigar a fazer nada.
_Você quem pensa.

Os dois se calaram então... Joe ficou em silencio, aproveitando o carinho que a menina fazia. E Demi o olhava sorrindo, queria poder ajudar ele. Seu problema era bem diferente do dele, mais ela sabia como era difícil. Ouviram então o sinal tocar, mesmo contra vontade Joe levantou a cabeça, olhou pros lado e percebeu que agora só havia ele e Demi na mesa.

_Cadê todo mundo?_ ele perguntou confuso.
_Não sei_ Demi disse igualmente confusa_ estavam aqui agora pouco.
_Estranho.
_É melhor voltarmos pra aula_ Demi falou com um meio sorriso.
_É sim.

Os dois então se levantaram e caminharam em silencio... Cada um foi pra sua sala. Quando Demi entrou Selena já estava lá, sentada rindo de alguma coisa junto com Miley e Taylor. Ela se sentou ao seu lado e se virou pra olhá-la.

_Onde foi que você se meteu? Como sumiu daquele jeito?_ perguntou.
_Vocês nem perceberam quando agente saiu né?_ ela disse rindo.
_Porque vocês saíram sem avisar?
_Vocês num momento tão... Intimo. Sei lá. Foi tão fofo que não tivemos coragem de atrapalhar.
_Eu só tava tentando ajudar ele e...
_Eu não disse que não foi isso... Só achei tão fofo o momento, então arrastei Nick comigo.
_Se você ta querendo insinuar que...
_Eu to insinuando nada Demi se acalma_ ela pediu_ foi só brincadeira ta?
_Não faça mais isso_ ela reclamou e se virou pra frente.

Selena riu por mais um instante da reação da amiga e então voltou a prestar atenção na aula.
Algumas horas depois...

Demi e Selena estavam no quarto conversando...

_Eu falei com a minha vó_ Demi disse.
_E ai?
_Ela disse que esta procurando numas coisas velhas lá em casa... Pra ver se acha mais alguma pista.
_Eu sei que ela vai encontrar... Ou se lembrar de algo útil.
_Eu espero mesmo que sim... Porque eu não aguento mais essa agonia.
Selena olhou atentamente a expressão no rosto da amiga... Até onde deu pra perceber dizer que tudo ia ficar bem não adiantaria de nada, então resolveu improvisar. Pegou o travesseiro da cama e acertou ela.

_O que você ta fazendo?_ Demi perguntou meio assustada.
_GUERRA DE TRAVESSEIROS_ Selena gritou.

Demi então entrou na brincadeira... As duas subiram na cama e começaram a se bater com os travesseiros. Eles se rasgaram, espalhando penas pelo quarto inteiro. As duas riam descontroladamente, e quando não havia mais travesseiro pra estragar começaram a fazer cócegas uma na outra.

_Mais o que aconteceu aqui?_ Deise olhou o estado do quarto totalmente assustada.
_Érr... Oi mãe_ Selena sorriu sem jeito.
_Vocês estão encrencadas mocinhas_ ela disse seriamente.
_Agente limpa Deise_ Demi disse.
_Claro que sim... E vão comprar travesseiros novos também.
_Mãezinha, não fica brava_ Selena pediu_ agente só tava tentando se divertir um pouco.
_Já se divertiram demais né? Agora limpem isso... AGORA.
Então ela saiu do quarto rindo... Apesar de errado tinha sido engraçado. Selena foi levantar pra fechar porta e acabou escorregando e caindo de bunda no chão, fazendo as penas voarem.

_Droga_ ela reclamou passando a mão na área dolorida.
_É, agente se ferrou_ Demi disse sem conseguir conter o riso.
_Agente? Quem ta com a bunda dolorida sou eu.
_Bom... Esse quarto tava mesmo precisando de uma faxina. Acho melhor começarmos logo então.
_Fazer o que né?

As duas passaram o resto da tarde fazendo faxina no quarto... Sem nunca parar de rir ou fazer piadas, brincadeiras idiotas. Deise sorriu sozinha na sala, ao ouvir as risadas das duas que vinham do andar de cima. Gostava de ver a filha feliz e a companhia de Demi lhe fazia muito bem.

2 comentários:

  1. Lindoooo,
    cada vez q leio tua fic fico com mais vontade de ler ela.
    Posta logo,beijos.

    ResponderExcluir