sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Capítulo 18 – Mentiroso e Capítulo 19 – Desculpas


O que fazer quando descobrem uma mentira? O que fazer quando a pessoa que você mais ama mente pra você? Perdoar, ignorar... Esquecer... Chorar. A mentira, por menor que seja... Sempre acaba magoando. E uma hora é descoberta.


Quinta feira... Joe estava no pátio com Nick esperando ansiosamente que Drake e os outros meninos aparecessem. Não via à hora de cancelar aquela bendita aposta.

_Da pra parar?_ Nick pediu irritado_ esta me deixando nervoso.
_Ah não enche Nick_ rebateu igualmente nervoso_ porque ele não aparece?
_Calma cara... Você sabe bem que Drake nunca foi de chegar cedo.
_Eu sei... Mais quero falar logo com ele.
_Você sabe que vai ter que pagar uma penitencia por desistir da aposta né?
_Não precisava me lembrar disso_ revirou os olhos.
_Bom... Tecnicamente você já ganhou mesmo e...
_Não interessa... Não fiquei com ela pela aposta Nick, você sabe.
_Ta... Só se acalma, por favor.

O irmão tinha razão... Não havia motivos pra tanto nervosismo, falaria com Drake assim que ele chegasse e tudo estaria resolvido. Sorriu e sentiu sua inquietação desaparecer quando Demi e Selena chegaram.

_Bom dia meninos_ elas disseram sorridentes.
_Bom dia meninas_ os dois disseram em coro.
_Penúltimo dia de aula_ Selena comemorou_ Que alegria... Depois estamos livres.
_Maravilha... É o paraíso_ Nick se empolgou junto com ela e a abraçou.
Demi sentou-se ao lado do Joe... Os dois observaram em silencio a comemoração de Nick e Selena, rindo baixinho das besteiras que eles falavam. Quando Demi olhou pro lado viu que Ashley a encarava, um olhar frio... De ódio. Sentiu uma sensação ruim percorrer seu corpo e Joe percebeu a súbita mudança em seu humor.

_Ta tudo bem com você?_ ele perguntou.
_Aquela garota me deixa nervosa_ disse se tirar os olhos do rosto dele.

Ele virou o rosto pra ver de quem ela falava e suspirou... Não sabia por que Ashley ainda não tinha revelado seu segredo, mais depois do que Selena havia lhe feito e pelo jeito que ela olhava pra eles não demoraria muito pra que ela resolvesse surtar.

_Não liga pra ela_ disse desviando o olhar pra seu rosto_ ignore ta bem?
_Ta... Eu posso fazer isso_ sorriu.

Muito discretamente ele lhe roubou um selinho. O que provavelmente não fora uma boa ideia já que Ashley estava olhando, mais se sentiu melhor com isso. Lhe deu alivio.
Algumas horas depois...

Joe vira Drake varias vezes durante a manhã... Mais não tivera a oportunidade de falar com ele em particular, sem que ninguém ouvisse. Fou só na hora da saída... Quando foram liberados uns minutos mais cedo que Joe conseguiu ficar sozinho com ele em uma das salas.

_Ai Joe... Desculpa pelo lance do banheiro, eu só queria te ajudar_ ele disse.
_Tudo bem... Eu que me estressei demais... Vamos esquecer isso ta bem?
_Amigos?_ estendeu a mão pra ele.
_Amigos_ apertou com um sorriso.
_Mais... O que você queria falar comigo?_ perguntou curioso.
_Queria te falar sobre a aposta.
_A aposta que fizemos que de que você não conseguiria pegar a Demi?
_É.
_Bom... Pelo que eu vi você ganhou a aposta meu amigo_ sorri orgulhoso_ vi você aos beijos com ela na hora do intervalo. Meus parabéns, eu subestimei você.
_Olha... Eu queria falar sobre isso é que...
_Já sei... Você pode escolher o premio que quizer... Se bem que estar com a gostosa da Demi já é premio suficiente.
_Não eu...

Ele ia começar a explicar quando ouviu o barulho de algo caindo no chão... Virou o rosto automaticamente pra olhar e viu Demi parada na porta, o copo de refrigerante que derrubara no chão aos seus pés... Uma lágrima descia por seu rosto perfeito, que agora estava entristecido... Joe sentiu seu coração parar, estava congelado no lugar. Ela tinha ouvido tudo.

_Demi?_ sussurrou quase inaudivelmente.
_Érr... Eu tenho que ir.

Drake saiu da sala rapidamente... Passando por Demi sem dizer uma palavra. Ela continuou parada no lugar olhando pra Joe sem acreditar no que ouvira.
_Olha... Eu posso explicar_ ele disse defensivamente.
_Uma aposta_ sussurrou com a voz falha_ era isso? E isso que sou pra você Joe? Um prêmio?
_Não Demi... Claro que não...
_Vai dizer que é mentira? Que eu ouvi errado?_ perguntou irritada_ FALA.
_Eu fiz a aposta... Eu sinto muito por isso mais...
_Você é um mentiroso, me enganou esse tempo todo.
_Eu sinto muito, por favor, me perdoa?_ implorou.
_Perdoar você_ ela riu sem humor_ eu acreditei quando você me disse que estava apaixonado por mim... Eu acreditei que você realmente se importava.
_Mais eu te amo Demi...
_CALA A BOCA_ gritou descontrola, as lagrimas insistindo em descer_ VOCÊ É UM MENTIROSO... EU ODEIO VOCÊ.

Então ela deu meia volta e saiu da sala correndo, sem dar a ele a chance de se explicar... Ele tentou correr atrás dela, mais quando seus pés finalmente obedeceram ao comando e saíram do lugar já era tarde... Ela havia sumido... Ele tinha a perdido.

_Demi_ sussurrou ao mesmo tempo em que uma lágrima descia por seu rosto.

Demi correu pra fora da escola o mais rápido que seus pés permitiram, passando por Selena como um furacão sem lhe dizer nada. Se sentia a mais estúpida das mulheres... Como deixara aquele idiota a enganar desse jeito? Brincar com seus sentimentos... Como ele tivera essa coragem? Não podia acreditar que tinha se deixado levar tão fácil... Que acreditara quando ele disse que a amava. Sentia-se suja ao lembrar do toque dele... Dos beijos... Era tudo um jogo. Correu pela rua sem um rumo certo... As lágrimas que desciam por seu rosto a impediam de enxergar direito o caminho mais ela não parou, continuou a correr até que seus pés não agüentavam mais e então se abaixou no chão, no asfalto quente.

_BURRA_ gritou consigo mesmo_ ESTÚPIDA.
Devia ter ouvido o que sua cabeça lhe dizia ao invés de dar ouvidos ao coração. Se não fosse tão ingênua isso não teria acontecido. Depois de mais alguns minutos ali chorando, lembrou-se que tinha que ir trabalhar... Não deixaria ele estragar sua vida por completo. Destruíra seu coração, não tiraria o resto. Então correu até em casa... Selena não havia chegado... Provavelmente estava lhe procurando agora... Vestiu o uniforme e quando ia sair de casa...

_Oh... Graças a Deus te achei_ Selena a abraçou apertado_ que susto você me deu. O que foi que houve?
_Houve que sou uma idiota_ sussurrou.
_O que ele fez com você?_ ela perguntou preocupada.
_Era tudo uma aposta Selena_ disse voltando a chorar_ Era tudo mentira.

Selena sentiu seu sangue ferver enquanto ouvia Demi lhe contar a história... Não podia acreditar que tivera a coragem de fazer tal coisa... Justo com ela.

_Ah mais aquele filho da puta me paga_ disse estressada.
_Selena, por favor, não faz nada_ ela pediu.
_Como assim não fazer nada Demi... Ele...
_Por favor_ implorou_ esquece isso... Promete pra mim?
_Ta_ revirou os olhos.
_Eu tenho que ir trabalhar... Agente se ve mais tarde.
_Não quer ficar em casa hoje?
_Não... Vai fazer bem eu me distrair.
_Ta bem... Agente se ve mais tarde então... Fica bem amiga.

Uns cinco minutos depois que Demi havia ido pro trabalho, Selena pegou o celular e as chaves de casa e foi correndo até a casa dos Jonas... Nai importava que tivesse prometido a Demi, aquilo não ficaria assim. Assim que chegou a casa tocou a campainha impaciente... Assim que Nick abriu a porta, ela passou direto por ele indo até Joe que estava parado no meio da sala...

_Selena, ainda bem que você...
Mais ele não pode terminar a frase, antes que conseguisse a mão de Selena já estava em seu rosto... Ela lhe deu um tapa com toda força e raiva que tinha guardada dentro de si.

_Eu não acredito em você Joe_ disse exaltada_ como você teve coragem?
_Selena, se acalma...
_Não me manda ter calma... Eu cheguei em casa hoje e minha melhor amiga estava aos prantos por sua culpa. Eu nunca reclamei dessas suas apostas imbecis, eu até te ajudei uma vez embora ache ridículo... Mais como você teve a coragem de fazer isso com a Demi? Sabendo da situação dela, sabendo como ela é importante pra mim.
_Eu não queria magoar ninguém eu só...
_Ah não queria?_ ela riu_ o que Você queria então? Ah Me deixa adivinhar... Você queria parecer o maioral pros seus amigos estúpidos. Eu espero que tenha valido a pena.
_Selena... Me deixa explicar...
_Explicar o que Joe? Eu já ouvi esse discurso e não é nada convincente_ eu já passei por isso e você não faz ideia de como dói.
_Sel...
_Eu esperava isso de qualquer um Joe, menos de você... Eu achei que você fosse meu amigo_ disse tristemente_ mais cada dia que passa parece que eu te conheço cada vez menos. Você não é a pessoa que eu pensava que fosse. Como eu me enganei...
_Por favor, Selena... Eu ia cancelar a aposta...
_Ia cancelar?_ Você acha que isso diminui alguma coisa? Você nem deveria ter feito sabendo quem ela era... Não só com ela mais com menina nenhuma... Você faz ideia de como essa brincadeira estúpida é cruel? De como dói?

Ele ficou em silencio... Não sabia como responder, se sentia um idiota... Era isso que ele era, um idiota. Sentiu uma lágrima descer por seu rosto ao pensar que tinha magoado além da mulher que amava, também sua melhor amiga.
_Eu sinto muito_ sussurrou.
_Vai ser preciso um pouco mais que isso Joe_ ela disse em um tom entristecido_ E me faz um favor... Para de ligar pra minha casa e fica longe de mim e da Demi entendeu? Se você ousar chegar perto dela vai ter que se ver com a barraqueira aqui. Não vou deixar você magoá-la de novo.

Ela se virou pra ir embora e viu Nick ainda parado na porta observando toda em cena em silencio.

_E você em Nick? Você sabia de tudo não sabia?
_Não foi culpa dele_ Joe sussurrou.
_Eu não estou falando com você_ respondeu irritada_ Responde a pergunta Nick.
_Sabia_ sussurrou envergonhado.
_E porque você não me disse nada? Porque não me contou ou tentou impedir?
_Mais eu tentei... Ele me fez prometer que não contaria e...
_Mais você prometeu a mim_ disse deixando que uma lágrima descesse por seu rosto_ prometeu que nunca mentiria pra mim, que me contaria tudo... Que seriamos como um só.
_Selena... Eu não fiz por mal, só queria proteger a...
_Proteger o idiota do seu irmão... Só que não é ele que esta com o coração partido agora.
_Quem foi que disse isso?_ Joe sussurrou mais ele fingiu não ter ouvido.
_Eu me enganei com vocês... Vocês Jonas são todos iguais_ os encarou com um olhar de decepção.

Ela caminhou até a porta pra sair da casa mais Nick segurou seu braço...

_Selena por favor... Vamos conversar.
_Me solta Nick... Não quero conversar agora... Me deixa ir_ disse secamente.

Ele suspirou decepcionado mais soltou seu braço... Ela então saiu da casa sem olhar pra trás nem sequer uma vez. Nick fechou a porta e se virou pra encarar Joe.
_Espero que esteja feliz Joe_ disse ironicamente_ agora elas estão com raiva não só de você mais de mim também.
_A culpa não é minha.
_Ah não?_ riu_ Eu não contei nada a ela pra te ajudar.
_Eu não pedi sua ajuda... Fez porque quis.
_Ah é assim né?_ disse irritado_ eu devia ter deixado você se ferrar sozinho. Se a Selena terminar comigo...
_Ela não vai... Só esta com raiva. Eu a conheço... Vai te perdoar... Só não vai perdoar a mim_ deu de ombros_ se isso faz você se sentir melhor, pode me xingar.
_Na verdade não faz...

Ela caminhou pela sala furioso e com toda raiva que estava sentindo acertou um soco bem no meio do rosto de Joe. Ele se virou pra o encarar irritado, mais não revidou... Ele merecia aquilo.

_Agora eu me sinto melhor_ disse com um sorriso cínico.

Deu as costas a Joe e saiu de casa enfurecido... Caminhando pelas ruas sem rumo, gostaria de não ter sido tão estúpido e ter contado a Selena o que estava havendo. Denise chegou em casa alguns minutos depois e Joe continuava parado na sala. Ela arregalou os olhos assustada ao olhar o rosto do filho, estava vermelho e sangrando mais ele parecia não se importar. Só continuava parado lá, encarando o vazio.

_O que foi que aconteceu com você?_ perguntou preocupada.
_Nada_ respondeu secamente.
_Você andou se metendo em briga Joe? Não veio pra casa da escola como mandei?
_Eu não fui a lugar algum.
_Se não quer falar tudo bem_ deu de ombros_ tenho um jantar de negócios hoje. Tente parecer apresentável esta bem? É importante, não estrague como da ultima vez.

Ele olhou pro rosto da mãe pela primeira vez, não acreditava nisso, ela só conseguia se importar com os negócios.

_Não se preocupe... O seu filho idiota não vai mais atrapalhar sua vida_ sussurrou antes de ir pro quarto.

~~~~~~~~

Desculpa... A palavrinha mágica que muda tudo. Às vezes só o que é preciso é dizer me perdoe... Algumas vezes um simples sinto muito não é suficiente... É preciso provar que você realmente esta arrependido.


Demi estava escorada no balcão... O olhar distante, os pensamentos incoerentes. Fazia um grande esforço pra não começar a chorar bem ali no meio da lanchonete. Pra sua sorte o movimento estava pouco como sempre, ou talvez não fosse assim tão bom, ela tinha tempo de mais pra pensar e isso não era bom.

_Demi_ Mark, o dono da lanchonete a chamou.
_Sim_ respondeu automaticamente, despertando dos pensamentos.
_Você ta bem?_ perguntou preocupado.
_To sim_ forçou um sorriso.
_Não, você não ta legal, da pra ver que não.
_Não é nada demais Mark... Mais obrigado por se preocupar.

Ela suspirou e voltou a encarar o vazio... Mark não engolia essa de não é nada demais... Dava pra ver que ela não estava bem.

_Olha Demi... O movimento hoje ta fraco, vai pra casa_ ele sugeriu.
_Não precisa Mark, sério... Eu to legal.
_Demi_ ele segurou a mão dela_ vai pra casa e descansa... Tenho certeza que vai estar melhor amanhã.
_Tudo bem_ suspirou derrotada_ eu vou.

Talvez dormir a ajudasse a esquecer... Pelo menos por algumas horas. Ela entregou o bloquinho e o avental a ele.

_Obrigada Mark... Prometo que compenso amanhã.
_Tudo bem Demi... Melhoras.
Ela sorriu pra ele e saiu da lanchonete... Caminhou devagar pelas ruas, não tinha pressa de chegar em casa e parecia que cada passo que dava era uma caminhada inteira, se sentia extremamente cansada... Inútil, estúpida. Sentou em um banco que tinha na rua, respirou fundo tentando fazer que as batidas de seu coração se regularizassem. Estava encarando o asfalto quando sentiu alguém sentar-se ao seu lado.

_Oi bonitinha_ o homem disse sorrindo.
_Oi_ forçou um sorriso.
_Uma menina como você não devia estar sozinha na rua a essa hora_ a analisou de cima abaixo, parando nas pernas descobertas.
_Estou esperando meu namorado_ mentiu nervosa.
_Eu posso te fazer companhia até ele chegar_ sorriu maliciosamente.
_Não precisa_ se levantou rapidamente_ eu tenho que ir.

Ela começou a caminhar pra longe na rua vazia... Apressou o passo o máximo que pode, mais o cara estava a seguindo. Seu coração disparou e aquela estúpida vontade de chorar voltara. Não ligou pra mais nada, começou a correr desesperada até que não conseguia mais respirar direito e parou... Olhou em volta assustada e não viu ninguém. Respirou aliviada... Foi ai que sentiu uma mão agarrar seu braço com força.

_Pensou que fosse fugir de mim gracinha?_ o homem perguntou sorrindo maldosamente.
_Me solta... Me deixa ir_ pediu amedrontada.
_Você não vai a lugar nenhum... Vamos bater um papo primeiro.
_ME SOLTA_ gritou desesperada.
_Não adianta gritar... Ninguém vai ouvir você.
O homem agarrou-lhe o outro braço com força, machucando e a virou rudemente, fazendo com que ficassem frente a frente. Só agora ela olhara realmente pra cara dele. Devia ter uns trinta e poucos anos... Moreno, forte... Os olhos sinistros como o de um assassino... Ela começou a chorar enquanto tentava libertar-se de seu aperto de aço.

_ME LARGA_ implorou aos prantos.
_Quieta.
Ele lhe deu um tapa forte no rosto, a fazendo cair no chão... Deixando a marca de seus dedos na pele branca de seu rosto. Tirou um pedaço de pano do bolso e amarrou em sua boca, a impedindo de gritar. Então sentou-se por cima dela, segurando-a pelos pulsos.

_Não precisa ficar nervosa bonitinha... Prometo que vai ser gostoso e vai acabar logo_ disse sorrindo.

Demi respirava com dificuldade em meio choro desesperado... Tentava gritar mais não conseguia, era inútil. Ele abriu os botões da blusa branca que ela usava, deixado a mostra os seios fartos... Ela se debateu mais ainda quando ele lhe acariciou.

_Fica quieta_ lhe bateu novamente irritado.

Segurou seu rosto com força, apertando em machucando e puxou seu rosto pra perto, beijando-lhe o pescoço, descendo até seus seios... Abriu um largo sorriso enquanto deslizava as mãos por dentro da pequena saia que ela usava... Ela já perdia as esperanças... Não havia ninguém ali, ninguém a quem pedir socorro... Fechou os olhos com força, chorando convulsivamente... Quando abriu de novo estava com a visão turva... Não podia desmaiar agora e facilitar o trabalho ao imbecil. Mais estava perdendo as forças enquanto sentia a língua suja dele em sua pele.

_SOLTA ELA DESGRAÇADO_ ouviu alguém gritar.

A voz lhe parecia familiar mais não conseguia se lembrar de quem era... Mais se sentiu aliviada quando sentiu o homem sair de cima de seu corpo. Se encolheu no chão, e assistiu aterrorizada enquanto o homem trocava socos com seu salvador... Não podia ver o rosto, as lagrimas deixavam sua visão turva. Fechou os olhos esperando que fosse um pesadelo... Então sentiu alguém abraçar-lhe, a levantando do chão... Debateu-se desesperada achando que ele voltara até ouvir novamente aquela voz suave...

_Calma Demi, ta tudo bem_ ele sussurrou em seu ouvido, abraçando-lhe protetoramente_ eu to aqui, ta tudo bem.
Ele tirou a mordaça de sua boca, e muito cuidadosamente enxugou as lágrimas que cobriam seus olhos, alisando sua face vermelha carinhosamente. Ela suspirou aliviada.

_Oh Nick, graças a Deus_ disse meio aos prantos_ eu pensei que...
_Shh_ ele disse lhe apertando mais forte_ ta tudo bem agora... Acabou.
_Ele ia... Ele... _ não conseguia falar direito.
_Shh... Vou te levar pra casa, esta segura agora.

Nick tirou a blusa e deu pra que ela vestisse, cobrindo seu corpo que estava marcado... Então a pegou no colo e a tirou do chão. Ela envolveu suas mão no pescoço dele, e escondeu o rosto em seu peito... As lágrimas não paravam de descer. Mais se sentiu segura quando ele a apertou contra si, sussurrando em seu ouvido que tudo ficaria bem. Acabou adormecendo em seus braços e não viu quando ele parou em frente a casa e tocou a campainha... Selena que ainda estava totalmente irritada abriu a porta pronta expulsar seja la quem fosse, mais os insultos ficaram presos na garganta quando viu Nick com Demi nos braços.

_Meu Deus o que houve?_ perguntou assustada.
_Deixa eu passar_ ele disse.

Ela saiu da frente e ele subiu as escadas com ela nos braços e Selena logo atrás... Demi só acordou quando sentiu os braços protetores que a envolviam soltar-lhe e a por cuidadosamente na cama.

_O que aconteceu?_ Selena insistiu.
_Ela foi atacada por um tarado na rua_ ele disse secamente_ se eu não chegasse a tempo...
_Meu Deus... Ela ta bem?
_Vai ficar_ ele garantiu_ você devia dar um banho nela e fazer ela trocar de roupa.
_Tudo bem.
Ele apenas sorriu e continuou a fazer os curativos em silencio... Selena apenas observava com o coração na mão de preocupação.

_Obrigada por salvá-la Nick_ Selena agradeceu.
_É o que os amigos fazem_ forçou um sorriso.
Ele suspirou... Tinha que pedir desculpas as duas, aquele podia ser o momento certo.
_Demi... Você também Sel_ ele sussurrou_ Me desculpem.
_Pelo que?_ Demi perguntou.
_Por não ter contado sobre a aposta que Joe fez... Eu juro a vocês que não fiz por mal. Só queria protegê-lo e a você também Demi... Não era minha intenção prejudicar ninguém.
_Eu sei Nick... Não estou com raiva de você_ Demi garantiu_ não foi sua culpa.
_Foi sim... Eu devia ter impedido mais não fiz... Deixei que ele seguisse com essa maluquice e espero que vocês duas me perdoem.

Demi se sentou na cama e o abraçou apertado... Não tinha como sentir raiva dele, não depois do que ele fizera.

_Eu perdôo você_ sussurrou, deixando uma lágrima rolar.
_Obrigada_ ele retribuiu o abraço.
_Eu também te perdôo_ Selena sorriu pra ele_ mais promete pra mim que vai pensar duas vezes antes de esconder algo de mim de novo?
_Eu prometo_ ele garantiu e lhe deu um selinho.
_Que bom.
_Demi... Sobre o Joe...
_Não quero falar dele_ interrompeu_ por favor, não insiste.
_Tudo bem_ ele se rendeu.
Não era hora pra insistir nisso... E Joe teria que dar um jeito de se desculpar sozinho.

_Parece que não vai mais ter apresentação no domingo né?_ Selena disse.
_Você ainda vai poder cantar_ ela lembrou.
_Você não vai mais cantar Demi? Trabalhamos tanto naquela musica_ Nick disse.
_Não vou fazer nada com ele_ disse secamente.
_A musica tinha ficado tão linda_ Selena suspirou.
_Olha... Não precisa deixar de cantar_ Nick disse_ se você não se importar, eu posso cantar com você.
_Você faria isso?
_Eu sei a letra e modéstia a parte canto muito bem_ sorriu_ mais se você não quizer...
_Eu adoraria cantar com você Nick_ ela garantiu com um sorriso_ se a Selena não se importar claro.
_Claro que não me importo_ ela garantiu_ mandem ver.
_Esta combinado então_ ele sorriu pra ela.

Demi sorriu feliz por ter um amigo como Nick... E também por Selena. Não sabia o que seria dela sem eles. Ou melhor, sabia bem... Não seria nada.
No dia seguinte...

Demi não estava muito a fim de ir à escola, pois sabia que teria que vê-lo lá... Não queria ter que olhar nos olhos de Joe, não sabia que agüentaria. Mais era o ultimo dia de aula e não deixaria que ele estragasse isso.

_Ta pronta?_ Selena perguntou.
_Eu vou ficar bem_ garantiu.

As duas entraram na escola e passaram direto pelo lugar onde Nick e Joe estavam sentados em silencio. Selena foi na frente pra ir ao banheiro e Demi ia direto pra sala quando em um dos corredores sentiu alguém puxar seu braço.

_Demi, precisamos conversar_ Joe disse.
_Não tenho nada pra falar com você, solta o meu braço.
_Por favor Demi... Me da à chance de explicar...
_Solta o meu braço_ ela insistiu_ ta me machucando.

Ele abaixou os olhos e viu as marcas vermelhas no braço dela... Nick não havia lhe contado do ocorrido então ficou confuso.

_O qu houve com você?_ perguntou preocupado.
_Isso não é da sua conta_ disse secamente_ fica longe de mim.
Ela lhe deu as costas e antes que ele lhe seguisse ela entrou no banheiro... Ele não poderia ir até lá. Joe permaneceu parado, olhando pras paredes, precisava que ela o ouvisse só por um minuto.

_Sabe... Eu pretendia queimar seu filme com a garota_ Ashley disse sorrindo_ mais parece que você fez isso sozinho.
_Me deixa em paz Ashley_ disse friamente.
_Devia ter aceitado passar a noite comigo... Pelo menos não estria sozinho agora. Eu podia ter te deixado muito feliz Joe.
_Eu estou muito feliz por não ter aceitado sua proposta... Agora me esquece.

Ele saiu dali irritado mais ele continuou sorrindo... Agora que Demi estava fora do caminho seria mais fácil conseguir o que queria... Mais ainda contando com a ajuda de Denise e Paul.

_Não sei se vou agüentar isso Sel_ Demi confessou.
_Hoje é o ultimo dia Demi... E então não vai mais precisar vê-lo.
_Mesmo assim... É difícil.
_Vai ficar tudo bem amiga... Só mais algumas horas... Eu não vou deixar ele se aproximar de você.
_Obrigada.
_Não por isso.

As horas de aula passaram insuportável devagar... Joe tentou falar com Demi mais uma vez, porém Nick e Selena não permitiram. Então ele se isolou em um cato na hora do intervalo, enquanto Demi fingia não se importar. Ashley não podia estar mais feliz com a situação e pediria uma ajudinha especial a Denise. Drake também estava contente com o rumo da história... Pensara em outra coisa pra se vingar de Joe mais isso havia saído melhor que a encomenda. 

Fofas DESCULPA a demora é q sabado q é um dia de eu postar eu estava numa casa da praia ai como minha net agora nao é mais monden(seilacomoescreve) por conta dos 2 not's e 1 net ...  dps eu nao sei pq o meu not da ruim ... e tbm tem a PREGUIÇA :)  E eu ñ estou conseguindo responder os comentarios do capitulo 17 !

5 comentários:

  1. OMG,coitadainha da Demi =((
    Ta perfeeeeeeeeeito bb,posta logooo!

    ResponderExcluir
  2. Posta logo, seguidora nova, ta lindo

    ResponderExcluir
  3. Selinho amor :)
    http://joedemiparasempre.blogspot.com/2012/02/divulgacoes-e-selinhos.html
    beiJemi :)

    ResponderExcluir
  4. Muitooooooo perfeito.
    Tadinha da Demi.
    Ela vai cantar com o Joe ne?
    Beijos e POSTA LOGO :)

    ResponderExcluir
  5. posta logo amore seguidora nova vai demorar ,to pra demi perdoa o joe? help!!!

    ResponderExcluir